“A CURA PRIMÁRIA É POR AUTOCURA CELULAR”, “A CURA SECUNDÁRIA É POR CURA POR INTERVENÇÕES MISTAS”.


Imprimir

POSTADO EM 28.09.2013.

Por Dilmar Dutra – Biomédium – Escritor Científico e Espiritual.

Autoria da Mensagem: A Consciência desencelularizadas que um dia no passado interagiu com JESUS CRISTO e hoje interage com a Consciência encelularizada do Biomédium Dilmar Dutra.

.


AS LÓGIAS DE JESUS CRISTO, (Palavras autenticas) que responde a pergunta do Biomédium em questão, de forma direta, cognitiva e holográfica, por intercâmbio mediúnico da essência com a existência.

As curas podem ocorrer por condições primárias ou secundárias, a saber:

A Cura primária ocorre pela autocura celular, seja procariótica, ou eucariótica.

A Cura secundária ocorre por intervenções mistas de: Consciências desencelularizadas ou encelularizadas, ao interagir com os sistemas vivos, onde, por exemplo: Os humanos tiram a lesão e as células fazem o restante.

Todo processo de vida/morte/e/extinção, têm uma codificação programada na célula, que avança para a Regeneração celular em simbiose molecular (almática) ao interagir com toda Diversidade Planetária.

As células regeneradoras, sejam procarióticas ou eucarióticas, possuem a capacidade codificada de restauração, ao interagir em simbiose cooperativista, com as células tronco reparadoras, como a base da vida, em consórcio molecular almático, para uso e serviço, envolvendo a Tabela Periódica de elementos primordiais da Bioquímica e elementar microbiana, que envolve bactérias, fungos e vírus, para formação da vida em evolução indexada a evolução de Consciências. (A engenharia inteligente microbiana), entre células bacterianas e os vírus acelulares que usam o útero primário da célula bacteriana, para praticar o sexo biológico chamado de simbiogênese, replica-se de tal forma em quantidade que explode a células para produzir uma quantidade enorme de bacteriófagos (fagos) e se constituírem como elementos fusionários aos corpos almáticos, constituídos de células e moléculas, passando em simbiose adaptativa, a ser uma parte de corpo misto, de todos os animais.

Esta explosão é dirigida e controlada pela Consciência Celular que estabelece um ponto de ruptura na memoria filogenética da membrana celular, onde cada ponto XX, pode estabelecer  dessa matriz de princípio feminino, uma mutilação, que não só estabelece o principio masculino, ao mutilar uma perna do segundo X, e transforma-lo em um Y. 

Quaisquer rupturas no Y de cabeça para baixo, ou num V na posição correta ou de cabeça para baixo pode criar inverter os princípios como os da comunidade Gay, ou ainda, estabelecer um principio binário, ou seja, estabelece o princípio hermafrodito.

Todavia se as mutilações ocorrem no primeiro X, pode ocorrer todo tipo de mutações e defeitos genéticos, como faltar um órgão qualquer, ou uma parte do corpo, sair como, por exemplo: Um lábio leporino, ou ainda, no caso desta explicação ocorrer uma mutilação, fazendo desaparecer por causas fisiológicas ou patológicas no bacteriófago ou fago, uma sequência do RNA ou do DNA, como uma parte da sequência helicoidal no tecido, que propicia os códigos de regeneração, deixando apenas os códigos de reparação de forma moderada, devido haver em toda membrana primária, os códigos de reparação.

Por esta razão as células se dividem em células reparadoras e células regeneradoras, sejam procarióticas ou eucarióticas.

Tudo isso! É dirigido e codificado pela Consciência Celular Espiritual, que interage do meio ambiente sem uma localização exata no Campo de Influência, com o corpo celular local, como um fragmento subjetivo do TODO “MENTE PSIQUE ESPIRITO” CRIADOR DE TODAS AS COISAS.

Esse código da CURA pode ocorrer de forma primária pela autocura celular ou de forma secundária por intervenção mista.

No caso dos humanos as intervenções mistas, são feitas por cirurgiões e neurocirurgiões, com licenças acadêmicas de formação e especializações, mestrados e doutorados.

Esses profissionais competentes, com procedimentos cirúrgicos, localizam o mal, extraem infecções tumorais, ou de parte de órgãos ou tecidos infectados, além de juntarem os ossos quebrados, imobilizando-os, ou ainda, substituindo por próteses, reparando possíveis defeitos genéticos ou por acidentes ocorridos na vida, suturando os cortes que podem provocar fibrose (ialinização do tecido). Etc.

Todo procedimento de reparação ou de regeneração e cicatrização a posteriori são feitos por essas células, de forma mista pelas células que sustentam a vida, e que, fazem parte de todos os sistemas vivos não importam se vegetal ou animal, tudo passa pela combinação e recombinação que podem levar a doença e a cura.

Com essas explicações esperamos haver esclarecido o que são células regeneradoras, “células-tronco” ou células diversas reparadoras, e cura, pela “Consciência Espiritual”, capacitada para dirigir e criar o que for preciso para manter a vida, que muitos rotulam de Espírito, que cria códigos inteligentes, consorciando a capacidade celular em simbiose molecular, numa perfeita interação e sentidos começando pelo amor que afirma na FÉ.

Um afetuoso abraço e beijos de luz no seu caminhar.
Dilmar Dutra e Marlene Chaves.