,

“A PLENITUDE AO ALCANCE DE TODOS“.


Imprimir



Por: Dilmar Dutra – Escritor Científico e Espiritualista. Um facilitador a serviço gratuito da Humanidade.

Fonte: Espíritos Diversos em comunicação Telepática ou Mediúnica.

Viver em Paz, para alcançar a felicidade, passa pelo estado de Plenitude, que se manifesta para o bem, que historicamente traça um perfil de tradição filosófica, religiosa e de (heresia) que significa escolha, que influencia a humanidade a milênios, ou seja, é uma condição intima e pessoal de cada ser humano.

Quando tomamos a decisão de digerir os conflitos, para que a paz possa se manifestar consigo mesmo e com o próximo, na verdade estamos fazendo a nossa parte ao evitar os confrontos e assim chegar ao nível de tranquilidade que é necessária para administrar, dificuldades, querelas, maledicências e julgamentos que com certeza nos conduz a privações múltiplas.

O Único caminho que eu conheço é começar a pensar em perdoar que sabemos ser um caminho difícil, mas que é fundamental para uma vida plena, até atingir a noção arbitral da Plenitude Humana sem a elucubração da Perfeição que não pode ocorrer na Existência de Almas Grupos ou Coletivas.

E esta é a batalha interior do que chamamos de evolução espiritual, que necessita de determinação, diante de nossa função biológica codificada pelo CRIADOR nas células primevas de nossa própria constituição, supervisionadas pelo Espírito, ou melhor, por esse fragmento subjetivo de Consciência, que é uma parcela ínfima, sem peso, massa e corpo do TODO MENTE PSIQUE ESPIRITO, O EU SOU AQUELE QUE É ANTES DE TUDO EXISTIR O CRIADOR ÚNICO DE TODAS AS COISAS, que espalhou as sementes como células e moléculas, com associações biológicas com fungos e acelulares, como vírus e suas gerações chamadas de bacteriófagos, ou simplesmente fagos, com o objetivo de reunificar tudo no TODO que diante da expansão explosiva de seu sopro,que se fragmentou subjetivamente em metafisica, para postar peso, massa e corpo, numa transformação da matéria radiante em matéria condensante, e assim, criar em simbiose pelas transformações, combinações, recombinações e adaptações, a partir das células procarióticas que com essas codificações de vida e morte, se manifestam em autopoiese e apoptoses,para estabelecer toda diversidade de espécies, avançando para células eucarióticas de forma simbiótica e codificadamente, para estabelecer a vida como um todo. OBSERVAÇÃO: Não existe VIDA sem Células Bacterianas.

Por esta razão em sucessivas e perpetuadas adaptações, nada na criação Divina é linear, tudo é helicoidal, transitório e relativo. E isso já é inviolável e inegociável, por estabelecer a plenitude, com o fato de que a perfeição já foi criada dentro dessa força em singularidade inteligente, subjetiva e holográfica, que propicia aos humanos a iluminação, para auxiliar a adquirir clareza suficiente e alcançar a liberdade arbitral entendendo que somos parte consciente desse TODO que só cria dentro de si.

Portanto irmãos somos parte desse TODO e podemos afirmar que pelo AMOR NEUTRO, todos somos um (UNO). Temos que entender que nessa jornada existem os direitos e os deveres que por escolha ou heresia, tomamos decisões sob arbitramento racional e imparcial, para nos alimentarmos de sabedoria, caridade, conduta ética, esforço, renuncia, tolerância, paciência e respeito as escolhas, as diferenças, com a fidelidade igualitária determinada pela bondade e equanimidade, com esses princípios, nunca iremos nos alimentar de preconceitos e preceitos provocados pelo ego do autoengodo humano.

Que isto fique para reflexão nesta Nova Era de luz. De a si mesmo, uma pausa para o silencio interior,pois esta é a recomendação de JESUS CRISTO que está ao alcance da humanidade por decisão intima e pessoal.

Beijos de Luz nos corações e cérebros simbióticos e simbólicos. Namastê Dilmar Dutra e Marlene Chaves.