,

“A SOBERANIA DO SAGRADO FEMININO”


Imprimir



Por Dilmar Dutra – Biomédium telepata a serviço gratuito da humanidade.

Fonte: A consciência descorporificada, que um dia no passado da existência, com corpo, peso e massa, se comunica extra sensorialmente com o Biomédium em questão:

Por esta Mensagem, Madalena nós afirma. Que por maior que seja, a paternidade como conceito das civilizações, mesmo que por hipocrisia, ou, outras discriminações nos bastidores do lar, Ela Mulher Reina, com total soberania. No entanto existem exceções, mais são poucas: (por motivos escravizadores).

É de fato a Mulher, Mãe, quem toma as decisões, no lide, com o dinheiro, e dirige como educadora, o comportamento dos filhos, e demais familiares no seio da família, devidos o Poder que a Mulher em sua Autoridade Matriarcal, estabelecidas pelas mitocôndrias sencientes que produzem a Consciência Feminina de Amor; Abnegação e Respeito, no sentido protetor de suas crias, enfrenta os dilemas conflitantes, sujeitos a dor, e as confusões, para dar desempenho no papel de Esposa, Gestora da Educação Primeva do Berço.

No contato com os filhos, a Mulher com Poder Real codificado pelo Sagrado Feminino, que faz Dela a Matriarca, a partir dos trabalhos educacionais, e de cuidadora, como Gestora Primeva, diante das inseguranças possíveis, se dispõe a fingir que tudo está controlado. E passa isso, para o público observador de amigos vizinhos etc.
Isso na verdade e em Espírito o alcance de uma “Liberdade” em termos que acaba manifestada pela insistência cultural, do autoengodo humano, que procura como “Principio Masculino”. Demonstrar uma segurança que não têm, diante da sua real insegurança, como chefe da família, abrindo um espaço venerável, para o EGO, deixando as Mães, Esposas de lado, por entender que a mulher foi treinada para ceder sempre, na presença masculina, e com isso perdem o senso de si mesmo, por ciúmes, ou por tentar gerir seu comportamento paternal, machista, e ou, doentio, achando que dinheiro é tudo na vida.

São sob estas máscaras que o fluxo do caos, destrói os LARES - (Lealdades, Abnegações, Respeitos, e Envolvimentos Sagrados). Manifesta-se por esta é a Sigla “LARES".

Quanto maior seja o Respeito à vida, maior será a Plenitude a ser alcançada. Amem-se. Para que esse AMOR permeie suas constelações familiares.

Para finalizar esta Mensagem de hoje afirma a Convivência de Maria Madalena. Vou citar meu amado esposo JESUS DE NAZARÉ, aquele que veio do VENTRE LIVRE a me dizer: “ Não me retenhas porque ainda não subi ao TODO PAI, minha Consciência, ainda permanecerá a se comunicar extra sensorialmente com todos os Irmãos que nós seguem e dizeis a Eles, que subi para o TODO PAI, para me integrar em Espirito, mais de lá, rendendo Graças, para meu Pai, que é também, vosso Pai, Assim como, o meu DEUS, também é Vosso DEUS. E assim, anunciei para os 11 homens e as 03 mulheres comigo 04, para anunciarmos juntos ou separados o que o nascido do homem, JESUS DE NAZARÉ O GNÓSTICO CRISTIANIZADO PELO BATISMO DA SABEDORIA.

Tenho dito em Verdade e em Espirito. - Maria Madalena de Magdala, nascida em Bethânia.

Gostaria que os intérpretes, ao longo de todos esses anos, deixassem escapar no hoje, esta luz, que veio até a Nova Era desse Presente Tempo.

Assim: Relatei a presente matéria desejando a todos um final de semana aonde possa se manifestar o AMOR. Dilmar Dutra.