“ATO JURÍDICO PERFEITO”


Imprimir

Postado em 24.06.2013

Por Dilmar Dutra – Biomédium Autodidata em Ciências Integrais e Espiritualidade Ecumênica Universalista Holográfica e Holística, escritor cientifico e espiritual, um facilitador a serviço da humanidade.

Autoria: Diversas Consciências Espirituais, que muitos rotulam de “Espíritos”, que através de interações de Consciências, fazem um  “ALERTA” ao Povo Brasileiro, como última participação social e política. Daqui para frente este Biomédium se dedicará apenas as Mensagens Espirituais.

 

 
Sempre estivemos a favor da MORALIDADE que significa “legalidade, finalidade e inclusões”.
 
Tudo que significa ilegalidade, finalidade e exclusões. É entendido por nós como ilegalidade.

Não podemos nos omitir espiritualmente, sem falar das implicações que podem resultar numa convocação para uma “Constituinte” alterarem ou modificarem a atual “Constituição Brasileira” em vigor, via plebiscito.

Quando o “Ato Jurídico Perfeito” precisa vir do Congresso Nacional e não por outros meios.
No caso proposto, existe um terrível perigo, a partir de uma gestão governamental reducionista, ou quem sabe até dolosa, (não sabemos de fato), que prevê medidas contra o Estado de Direito adquirido e muito mais...?

Se retirarem, por exemplo: O inciso & 4. Do artigo da chamada clausula PETREA, que diz: dos direitos e garantias individuais... No art “5”, inciso VI, é que vêm as garantias, do chamado Ato Jurídico Perfeito, “Coisa: Julgada” e Direitos Adquiridos...”. 

Ao retirar – expressamente este inciso, todas as conquistas que tivemos até hoje, inclusive a democracia, mais os direitos adquiridos por decisões judiciais, transitada e julgada, todos os seguimentos da sociedade vão perder, ou seja, milhares e milhares de brasileiros: aposentados (inativos), trabalhadores ativos, civis e militares e suas respectivas pensionistas, servidores públicos das “03” (três) esferas: Federal, Estadual, e Municipal. Além dos contratos já firmados através de marcos regulatórios, Exemplo: – Os royalties de petróleo, bem como outras decisões transitadas e julgadas, como se tivéssemos rasgado todos os nossos direitos fundamentais e constitucionais. 
E o que é pior “todos os corruptos condenados, irão livrar-se das punições”.
Coisa que está na contramão das principais exigências do ato público, ou manifestações da população contra os corruptos.

Temos de ouvir o povo e não os marqueteiros a serviço da impunidade.

Meu compromisso é Espiritual, mas não posso deixar de passar o alerta da Espiritualidade, ou melhor, da “Consciência Cósmica Social”, para os Jovens da Nova Era, chamados de Geração que chega, perto da geração que vai deixar o Planeta. 
E aonde a Geração que chega, terá a tarefa de implantar a preservação da sobrevivência, de todos os seres vivos, bem como, o respeito a todas as diferenças, sem exclusões, onde o “Sistema de Totalidades Integradas” deve prevalecer, sempre sobre reflexão de consciência com uma visão de Gestão Proativa. 

Faço neste momento, a minha parte com esse: “Alerta Espiritual”. E espero sinceramente, não mais, me envolver ou ser envolvido em assuntos políticos.

Namastê. E beijos de luz, nos cérebros e corações locais simbióticos, iluminados pela Mente Psique Espirito não local, fragmentados em partículas de Consciências que interagem com a localidade corporal de todos os Seres Vivos Celular\Molecular. Dilmar Dutra a serviço da Humanidade.  Dilmar Dutra.