,

“DANDO PROSSEGUIMENTO AS REFLEXÕES DE JESUS DE NAZARE O CRISTO GNÓSTICO”.


Imprimir



Revelações telepáticas recebidas por Dilmar Dutra, São Lourenço MG.

Usando a telepatia como canal compatível de comunicações extrassensoriais, codificadas para Nova Era de Luz, onde dois fragmentos holográficos e subjetivos de “Consciências”, ou “Espíritos” (chamem como quiserem), que interagem entre si, da essência eterna descorporificada do Criador, com as Criaturas da existência transitória corporificadas com vida, morte e adaptações, num continuum de transferência de informações e memórias morfos e morfogenéticas,para novas vidas e não vidas geradas e surgidas pela divisão e fusão em autopoiese, numa sequência de divisão binária, mitose e meiose.

Ocasião em que o Criador no ato da fecundação se faz presente, se fragmentando em partículas de si mesmo, chamadas de “Consciência”, para servir igualitariamente com amor incondicional, perdoando universalmente pelas adaptações, diante do processo de vida e morte, corrigindo pelo amor incondicional, todas as quimeras codificadas, para transformar, combinar e recombinar, em miscigenações e simbiose, para todas as corporificações vitais, ou seja, acelulares e celulares, numa integração com fungos, vírus e bacteriófagos rotulados de fagos.

Ao acabarmos de relatar o processo de vida e de não vida, celular e molecular, sempre adaptado nas condições favoráveis, num consórcio com manifestações inóspitas, afirma. Que as espécies humanas são seres mistos e compostos, oriundos da matriz procariótica unicelular que evoluiu pela evolução codificada, para uma condição multicelular, faz saber que “todos, somos um”.

Diante do exposto: “JESUS DE NAZARÉ, O CRISTO GNÓSTICO”.

Pergunta-se diante de seu procedimento cósmico, como entender o comportamento humano, ao discriminar, excluir, separar, hostilizar e desrespeitar as diferenças, que se manifestam em identidades pessoais, que fazem de nós únicos, quando os códices ou códigos que ele O CRISTO GNÓSTICO, estabeleceu e continua estabelecendo pela igualdade que justamente por essas diferenças que existem dentro da mesma forma que a VIDA E A MORTE, em sua codificação de existência, tiveram inseridos os sentidos de forma NEUTRA E IMPARCIAL, INVIOLÁVEL E INEGOCIÁVEL.. Dando a todos os seres vivos as mesmas oportunidades ao conhecerem a verdade, para através dala, se libertarem das amarras e correntes do ENGODO HUMANO.

Perguntas:

“Aquele que conhece e respeita o Pai e a Mãe, pode ser acusado de filho da Prostituta?”

“Aquele que conhece a si mesmo e, se vê igual ao Gênero Humano, deve demonstrar pela verdade que são iguais pelas diferenças, seja sua, ou seja do outro. Então! Ambos devem ou não. Servir igualitariamente, amar incondicionalmente e perdoar universalmente?”

Não há necessidade de responder, apenas refletir de forma intima e pessoal e demonstrar com atos, atitudes e comportamentos, acreditando na sua própria autoafirmação. Seja Líder de si mesmo. Use sua partícula de Consciência como parte fragmentada do TODO que reside em vida em você e AME-SE.

Beijos de Luz no seu caminhar..... Dilmar Dutra – Biomédium Telepata – Autodidata em Ciências Integrais e Espiritologia Universalista. Um facilitador a serviço gratuito da humanidade.