,

“ESPERANÇOSOS X ATIVISTAS”.


Imprimir



Por: Dilmar Dutra – Biomédium Autodidata em Ciências Integrais e Espiritualidade Universalista e Ecumênica. Escritor científico e Espiritualista, um facilitador a serviço gratuito da humanidade.

Fonte: Mentes Eternas Fragmentadas em Consciências Espirituais, conectadas de forma telepática do Campo Espiritual, com as corporificações das espécies vitais, do plano terreno, que nos proporcionam novos paradigmas, aonde a vida como um todo, nos mostra pelo seu exemplo, que é preciso neste adentramento da grande “Era de Luz”, sair da inércia do discurso de esperança, que transfere nossos erros e equívocos para “DEUS”. Alimentando-nos, somente de esperança de que o (sistema “Divino Espiritual Único Singular” tenha obrigação de corrigir, nossos erros e equívocos).

Este autoengodo humano, dogmatizado por bulas e regulamentos, estabeleceu e continua a estabelecer somente esperanças.

Em Verdade e em Espirito, é preciso de que ações ativistas, na contramão dos discursos esperançosos, sejam mais do que esperarmos que milagres de fé sinalizando um, futuro incerto que venha em nosso socorro com tempo para que a “Lesa Humanidade”, na busca de acumular fortunas, possam si consagrar pelo pão da vergonha.

Afirma: “Jesus Cristo”. Em sua ultima comunicação telepática. Segundo ele, pelo estado de “Consciência Crística” se comunica com novos paradigmas nesta nova era de LUZ, na contramão dos tentam fortalecer os conceitos e preceitos, de que os desiguais, precisam viver alimentados pelas desigualdades, separatistas, discriminatórias na contra mão da igualdade da inclusão, do respeito as diferenças, e isto vale para o Brasil, como Nação para todas as 227 Nações do Planeta Terra. Continuou Jesus Cristo a falar de sua visão, sob minha pergunta, quais os fatores, que ele Jesus via no sistema Brasileiro de Governar?

Sua resposta a minha pergunta foi a seguinte: Vejo no sistema econômico e político Brasileiro um terrível e nefasto entrave que é o Pacote de Privilégios, que usa a imponderabilidade de proporções dolosas e escandalosas que irá dizimar os quadros políticos Brasileiros a tal ordem que se não houver mudanças, com certeza irá afugentar os Capitais que poderiam propiciar o chamado crescimento econômico que a base do que o Brasil realmente necessita como atividades produtivas, que impulsionariam novos mercados a oferecer empregos. Penso que todos os empregos dependem do “crescimento econômico” e quaisquer visões fora desse marco, será sempre reducionista de reformas politicas que precisam se adaptar a nova realidade mundial.

O Mercado Financeiro Mundial, já vê com cautela e desconfiança, as sucessivas investidas, para si derrubar os marcos regulatórios, assim como, as clausulas Pétreas da Carta Magna e assim retirar direitos adquiridos.

Nós entendemos, que numa democracia emergente, que tenta derrubar direitos dos Brasileiros, o que não farão com os direitos dos estrangeiros, garantidos por marcos regulatórios e diplomáticos, dos contratos e compromissos dos Países que confiaram em vossa Nação de Brasileiros.

Ninguém é obrigado a assumir compromissos, mais a medida que assume é obrigado a cumprir. Isso é Moral e produz confiança e crédito.

É fácil para a humanidade identificar quem discursa lindamente, mas fica em cima do muro do discurso, ou busca obcessivamente derrubar, os marcos regulatórios para lesar a humanidade, com calotes e calotes permissivos, dentro de um País.
É preciso, muito mais do que discursos carismáticos que visam derrubar “Clausuras Pétreas” garantidoras do Estado de direito adquiridos e conquistados a custo de varias décadas de evolução de consciências, aonde, o Poder Emana do Povo Unido, de forma plena, sem o gatilho da maioria mínima.

Para nós afirma “Jesus Cristo” se “TODOS SOMOS UM”. A soberania não se divide, não separa, não discrimina, não agride, é ecumênica e universalista.
É assim, que todos os sistemas vivos ativistas, fazem porque são cocriadores em simbiose, viemos de uma matriz Divina codificada, para evoluir em senciência avançando par uma consciência cósmica e UNICA.

Os ativistas a serviço a soberania, devem sim, sair do muro das esperanças, para uma execução de atividades, participando, fornecendo soluções, que atendam igualitariamente a todos os sistemas vivos, como o campo espiritual faz, que é. Disponibilizar a luz, a água, a atmosfera, o que o Planeta produz e cria, sem, que os conduzidos pelo povo, possam garantir os direitos não só humanos, mas a todos os demais direitos inumanos, com direitos dados pelo Criador de forma igualitárias e entender que os movimentos ativistas, além de clamarem por direitos, devam fazê-los com AMOR, IGUALDADE, RESPEITO, SOLIDARIAMENTE E EM PAZ.

“Jesus Cristo” telepaticamente acrescentou que as esperanças e os sonhos são importantes sim.

Mas eles devem sair dos discursos e tomarem corpo, numa manifestação que saia da inatividade para a atividade, nestes momentos de luz consciente, para a prática da atividade, sem transferi-las para nosso padrinho “DEUS”, que delegou poderes de cócriação nas vidas (todos os sistemas que construíram em autopoieses todo que é necessário para estabelecer estabilidade para o continuum de vida, pelo menos até alcançarem o equilíbrio da morte). Numa simbiose formada por transformações, mudanças, combinações, recombinações, miscigenações, desembocando sempre nas adaptações mitigatórias de preservações e regenerações a partir do modo continuum da preservação.

Ainda, complementando a sua pergunta irmão Dilmar, diz Jesus Cristo, a solução transitória de solucionar, ou melhor, amenizar e reduzir a violência no Brasil, passa principalmente pela Diplomacia Governamental, de cada Nação a que produz ou contrabandeei armamentos e drogas, assim como, outros utensílios e produtos da biodiversidade pirateada.

No Brasil em particular por sua grande extensão fronteiriças como parceiros de vizinhanças com bom relacionamentos podem no exercício do fator Diplomático, até porque, exerce grande influência como parceiro e se mostra eficiente no fornecimento de alimentos e produção de seu parque produtivo, que penso fazer toda diferença de negociações e pode barganhar uma vigília constante e monitoramento, de suas fronteiras, de forma compartilhada.

Mais é a vontade política, que pode dar autonomia para que a violência possa sofrer um baque, e com isso, diminuir drasticamente em território Brasileiro.

Aí sim. Todo resultado do combate a criminalidade dos governos Estaduais irão apresentar resultados que podem se traduzir em benefícios reais pelas gestões bem aplicadas, em termos de segurança e esta é, ao meu ver, a melhor ajuda que o Governo Federal, pode dar aos Estados, aonde os índices de violência e aonde existe o crime organizado. Possam ser debelados e combatidos em beneficio dos Brasileiros.

Beijos de luz em todos os cérebros e corações simbiônticos iluminados pela mente psique espírito do “TODO – DEUS”.