“EXPLICANDO, MINUDENCIANDO E DETALHANDO A PEDIDO A UNIDADE BÁSICA DA ESPIRITOLOGIA”.


Imprimir

POSTADO EM 25.09.2013.

POR DILMAR DUTRA – BIOMÉDIUM ESCRITOR CIENTÍFICO ESPIRITUAL.

.


A Unidade Básica do Espiritismo ou da Espiritólogia é o Espírito.
A unidade básica da vida é a alma (molécula). 
A vida é celular. 

E o Espirito não é constituído de células. 
O Espírito não tem peso, massa e nem corpo. Ele é holográfico, subjetivo e Taquiônico. 


Almas são Vidas e alimentos, são celulares e moleculares e são quânticas.

E os Espíritos, são os criadores de tudo, são consciências que digerem as informações e as guarda nas múltiplas memórias criam os alimentos para a autosustentação da vida. Espíritos, não comem Espíritos. 

Espiritualmente somos o que pensamos.
Almaticamente, somos o que comemos. 
Almas são células e moléculas.


Espíritos não têm células e nem moléculas.
Eles as criam para a Vida, Morte e Extinção.


O Espírito é um Campo de Influência que fornece de tudo necessário a manutenção da VIDa/morTE. - (Entre a vida e a morte, existe um código ativado pelas consciências ao interagir com elas representado pelo AMOR, com base na impermanência da Cadeia Almática de presas e predadores, onde todos comem todos, todos se alimentam de todos na Vida pela Morte que condiciona a manutenção da sobrevivência). Esses fragmentos subjetivos e holográficos da essência não são Quânticos. São Taquiônicos.

Os Taquiônicos não vivem, não morrem e nem vão para extinção.

Eles são como ETER/CÓSMICO e por isso, são Eternos. São singulares, sem peso massa e corpo, não são imortais, são eternos, não tem vida eterna, ou melhor, não têm vida nenhuma. Não podem ser chamados de corpos, por que São Campos interconectados da Matriz Divina que crias suas Almas viventes encelularizadas, ou seja, pela vida e pela morte, encelularizando na vida alimentando-a, e desencelularizando na morte como alimento, ou seja, na vida excretando e na morte adubando e fertilizando a vida. 


As Consciências binárias e dualizadas em separadas ou juntas são uma unidade atômica de vida, seja ela vida, anaeróbica ou aeróbica, as antipartículas holográficas, ou subjetivas de Consciências se misturam aos gases atmosféricos produzidos pelos sistemas vivos espirituais a partir da ebulição, fermentação, perspiração epiderme ou respiração por sistemas binários na água como moléculas em mananciais Almáticos Encelularizados pela unicelularidade como Almas Unitárias ou pela multicelularidade como Almas em grupo ou coletivas, surgindo no manancial de Almas moléculas águas, o solvente da vida, ou a molécula Mãe. Totalmente codificada por memórias, sejam: subatômicas, atômicas, não genética, genética, filo, filogenética, proteica, celular, acelular viral, que interage com TUDO no TODO e que estão misturadas e organizadas pelas Consciências Espirituais dirigindo, se fazendo sentir de forma psíquica nas corporificações vitais com essas memorias, que a partir da matriz Divina procariótica, toma decisão, faz escolhas cria, recria, têm livrearbítrio, faz apoptose, ou seja, têm programação para morrer, vive em simbiose campal e corporal, não tem carne, mais cria a carne a partir das mitocôndrias, não discrimina na carne, não excluem nada. Só inclui suas almas viventes, criando um bioma, uma condição apropriada, evolem de forma perpetuada e continua em simbiose ciclal, com inicio na replicação e multiplicação (por divisão binária), primaria e na (meiose), secundária diversificada em probabilidades e possibilidade totalmente dependente do que a Consciência Espiritual codifica na Diversidade por Espécies, seja vegetal, animal, fungos ou vírus e suas derivações simbióticas, combinando, recombinando e interagindo com as células e moléculas com carne ou sem carne, com cérebros ou sem cérebros simbióticos.
Espero haver atendido com essas explicações e minudenciando o processo da interação mente/corpo, ou do espírito/matéria dentro da totalidade integrada do Sistema “DEUS” (Divino Espírito Único Singular), subjetivo na palavra horizontal e concreto nas palavras verticais: como (“Diversidade”, Espécies, Unicelularidade, Simbiose).

Um afetuoso abraço e beijos de luz nos corações e cérebros simbióticos e locais, iluminados pela “Mente Psiquê Espirito Consciências” não locais.
Dilmar Dutra e Marlene Chaves.