"MENTE PSIQUÊ, ESPÍRITO, CONSCIÊNCIA, MEMÓRIA, ESSÊNCIA".

Que faz a interação de informações do Campo com os "Corpos, almas, (Nephesh) vidas, células, moléculas da existência".


Imprimir

Postado em 12.08.2013.

Por Dilmar Dutra – Biomédium – Escritor Científico e Espiritual.

.


Introdução: Você sabe o que são seres ANAERÓBICOS ESTRITOS?
Resposta: São seres que vivem apenas na ausência do oxigênio.

Sabem o que são seres anaeróbicos facultativos?
Resposta: São seres que vivem na presença e na ausência de oxigênio.
Exemplo: As leveduras, no geral, são anaeróbicas facultativas.

O que são leveduras?
Resposta: Leveduras são seres unicelulares eucarióticos, em simbiose que realizam a fermentação, se não interagirem com “O²”. Exemplo esclarecedor: São em outras palavras “fungos” capazes de proporcionar  o crescimento, presentes nas raízes das plantas e árvores, assim como nos seus frutos pelas cascas.

Você sabe o que são seres aeróbicos?
Resposta: São seres que dependem do oxigênio – Observação: Humanos e Animais com ou sem cérebros, ou pulmões que usam em consórcio a oxidação bioquímica da membrana (brana) ou outra estrutura que defina o corpo pela perspiração epiderme e que é totalmente dependente do campo de influência morfo ou morfogenético do ambiente planetário sob o combustível retro alimentar, seja dos gases atmosféricos, sejam da luz (informação consciente) sejam da saciação (água molécula mãe) sejam do que o Planeta produz ou cria. Interagindo por alimentação ingerida e excretada via ebulição, fermentação, perspiração, respiração, alimentação, saciação, e fixação por luz solar de vitaminas e proteínas nas (branas) ou por radiações num processo retroalimentar que acaba na excreção, expurgo, suor, urina, respiração, espirro, lagrimas e fezes, ou ainda vômitos.

Tudo isso é propiciado por códigos de memoria filogenética, ontogenética ou morfogenética da existência, seja, de inorgânicos ou orgânicos ou ainda de unidades químicas (zumbis) que só se reproduzem, ou melhor se replicam com muita velocidade até explodir a célula nos úteros celulares e moleculares.

Sempre na presença da manifestação fragmentada da "Mente Psiquê Espírito" em partículas de antimatéria ou subjetivas de consciências eternas, oriundas do “Éter”, ou, “Todo”. Ou, “Matriz Divina”, ou ainda, “Deus”, via interação do campo, que detém todos os corpos vitais, denominados de:  “ALMA, OU VIDA, “NEPHESH” - Idioma Hebraico), ou seja: células e moléculas, fungos e vírus, sejam cloroplastos ou mitocôndrias, criados para a existência.

Que fazem a cognição (aquisição) dos códigos de informações, ou seja, entrada de uma informação, ou de um dado, por meio da aquisição de conhecimento (saber), ou, do chamado “sexto sentido”, também, rotulado de “memória inconsciente , propiciados pelo subconsciente e seus dispositivos sensoriais externos do campo, que atrai os corpos locais, contidos nesse “campo de influência”, para guardar como memoria  nos corpos locais, como atividades dirigidas da singularidade para a existência corporificada de forma natural e básica,  via respiração e suas condições anteriores, encaminhando-as e guardando no maior órgão das corporificações que definem o corpo almático, chamado de membrana, ou brana, onde se localiza a memória filogenética, em consórcio como os sistemas neurais, a partir dos polipeptídios, que evoluíram para os neuropeptídios, podendo retê-las ou não, dependendo  da carga psíquica ou emocional, por um tempo, ou, de forma definitiva enquanto houver vida, com consolidação holográfica, sem peso, massa e corpo, por registros Akáshicos subjetivos do Éter, manifestado pela “Mente Psique Espírito”, fragmentado em antipartículas, de subconsciências ou de consciências, misturados ao gazes atmosféricos, codificados pela Essência Divina,  nos excrementos microbianos, ou algas, ou ainda, fitoplanctos, que produzem orgânicos e inorgânicos, além de gazes atmosféricos, nas condições anaeróbicas e aeróbicas, para propiciar a vida e a morte, onde a morte sustenta a vida e estabelecer no período a subconsciência e a consciência.

Fazendo surgir à dependência retroalimentar impermanente e ciclal, onde todos comem todos, e todos se alimentam de todos, produzindo lembranças de dados impermanentes e rotineiros, úteis para a vida,  perpetuados como alimentos, guardados na vida e na morte, no caso de morte, prontos para serem consumidos e digeridos naturalmente, condição instável, que pode ser conseguida pela caça ou colheita na VIDA, seja como predador, de prezas escolhidas ou recolhidas como colheitas.

Na morte, ocorre a desidratação, assim como a evaporação do éter, chamado de “fogo Ofusco, ou ótico”, que na verdade. É a Consciência Espiritual, rotulada equivocadamente de “Espírito”, que é a memoria “Akáshica Holográfica”, manifestada pela evaporação produzida pelos códigos informacionais, que provocam esquecimentos no consumo (alimento) proporcionais, ou totais, na existência impermanente, aliada aos defeitos produzidos, pela carência ou pelo excesso nutricional, ou ainda, trazidos pela explosão da célula em replicação viral, assim como, adquirida do alimento pela única forma chamada morte, produzindo carência ou falta de hipermnésia, que provoca confusão pelas lacunas de  informações, na sequencia de códigos armazenados, ou também, potencializados por dogmas, mitologias, mitologias, mitomanias supersticiosas e elucubrativas cerebrais, cuja barreira holográfica, impede descartar o chamado aprendizado útil, e considerar o inútil, como informação a ser guardada, por doutrinas e catequeses, ou ainda com lavagens cerebrais.

(O “código da morte” transfere, via alimento, as informações guardadas por escolha arbitral, ignorando a observação e o aspecto da essência, chamado de sexto sentido, ou memoria subconsciente, provocada pelos “Sensores Externos” ou “Sonar natural”, codificado para a autosobrevivencia, pelo “Aspecto Invisível da Inteligência”, oriunda da “Essência”, construída pelas “Redes Holográficas”, por um “Holograma Fragmentado”, como se fossem “Software”, de uma “Rede Neural” ou “Virtual”, para conexões dirigidas para estabelecer a comunicação, que ocorre por “Interação do Campo que Guia” os “corpos guiados”, constituídos de “Células e Moléculas”).

“Consciências ou Memórias”, chamadas equivocadamente de “Espíritos” são informações trazidas pelos gazes atmosféricos que interagem para guardar dados inteligentes nas corporificações de energias condensantes de forma impermanente e dirigidas pela matriz Divina que transforma a energia radiante para materializar o projeto da Essência na Existência chamado de Holograma Virtual, Subjetivo, ou ainda, de singular.

Os humanos sofrem do mesmo mal, que levou muitas espécies para a extinção, quando chega ao topo de Cadeia Alimentar.

Vou citar como “ALERTA E ADVERTÊNCIA”, Os sofismas do egoísmo, da ganância, do consumismo excessivo, da corrupção, da falta de respeito, falta de moral, falta de ética e da falta de amor por si mesmo e pelas demais espécies vivas, da Diversidade deste Orbe, assim como, pelo sucateamento do Planeta finito, e do ambiente das 227 Nações, sem uma GESTÃO PROATIVA, ou seja, sem PLANEJAMENTO com certeza.

Nós os humanos, de forma dolosa ou culposa, não importa, estará nos levando da ORDEM, que ainda, resta para o CAOS DA HUMANIDADE. É Preciso com URGÊNCIA URGENTÍSSIMA se libertar do sonho mirabolante, que equivocadamente imagina que é das partículas, quânticas ou partículas da matéria de que são feitos os sonhos. Os Sonhos são holográficos e subjetivos, recordações do subconsciente, uma lembrança da criação codificada de antimatéria, como projeto do holograma, sem peso, massa ou corpo que na existência pode se materializar ou não, dependendo do que você se alimentar mais.

Esta é a conexão direta que JESUS CRISTO nos deixou, ao falar por metáforas ou Parábolas: “CONHEÇA A VERDADE E A VERDADE VÓS LIBERTARÁ”. PARA COMEÇAR AME-SE E TUDO QUE VOCÊ APRENDEU, POR DOGMAS, SUPERSTIÇÕES E MITOMANIAS, DEVE DESAPRENDER E EM SEGUIDA REAPRENDER PARA  SE LIBERTAR.

Um Afetuoso abraço e beijos de luz no seu caminhar. Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos.