O ALIMENTO DA ESS NCIA … SUBJETIVO (IMATERIAL)†E O ALIMENTO DA EXIST NCIA … OBJETIVO (MATERIAL).


Imprimir

Postado em 11.12.3013.   

Por Dilmar Dutra – Biomédium Escritor Cientifico e Espiritual, Um Facilitador e Pacificador a serviço da humanidade.

Fonte: Consciências Espirituais, descorporificadas em comunicações cognitivas que depreendidas do TODO EU SOU ESSÊNCIA ETERNA PERMANENTE interagem com Consciências corporificadas de Espécies da Diversidade Existencial Transitória e Impermanente.


As células de nosso organismo foram criadas em simbiose primeva, com as moléculas assistidas pelas Consciências Espirituais, que inserem vários códigos de memorias, contendo (proteínas) informações num paradigma que contém peso massa e corpo, ou seja, existencial contido dentro de si mesmo, ou no “TODO EU SOU”, que chamamos de “DEUS”, O CAMPO ÚNICO CRIADOR DE INFLUENCIA. que nos provem de TUDO, seja com VIDA ou SEM VIDA.

E através da Cadeia Almática de Presas e Predadores, onde todos comem todos e todos se alimentam de todos os corpos constituídos de células e moléculas codificadas proativamente pelas consciências Espirituais, que implantam códigos de evolução para manifestações na existência através de  transformações, combinações,  recombinações e simbiose executam assistindo para propiciar um maior numero de alimentos.

Cada Espécie teve inserida em si códigos para, se expandirem e se multiplicarem a partir da Divisão Binaria da Mitose e da Fusão, consorciada entre Divisão Binaria, também pela Meiose, por que: Dividir e multiplicar são exatamente a mesma coisa, numa escala inversa, como autossustentadoras e provisoras de si mesmo, por que na verdade. A existência esta contida no TODO EU SOU, que se nutri de si mesmo pela sua criação, gerando informações e armazenando-as em memorias subjetivas holográficas holísticas e singulares.

Observação. Cada Espécie estaria codificada para consumir milhões e milhões de tipos de informações proteicas, apropriadas para nutri-las e sustenta-las, além de imuniza-las, fornecendo informações através da célula/molecular assistida pela consciência com códigos para regeneração e reparação, onde o veneno na dose certa será o antígeno e o antidoto, via dieta alimentar.

Assim é preciso conhecer as informações memorizadas e registradas na célula, para nutrir, curar, reparar, regenerar, ou dar longevidade, estendendo, ou dilatando o tempo de VIDA, usando a NÃO VIDA, ou UNIDADES QUÍMICAS, como fator auxiliar. Tudo que comer, pode afetar, se os alimentos comprometerem por rejeição, incompatibilidade ou toxidade todo funcionamento de nossos órgãos. E nós podemos, pela intensa observação e vigília de nós mesmo, conhecer o que representa uma dessas rejeições.

Por isso precisamos selecionar o que comer ingerir, beber e degustar como um prazer,  mais que pode virar um mal estar se comermos além do necessário, ou alimentos colhidos ou sacrificados por mortes e consumidos na hora. Sejam constituídos de células animais ou vegetais.

Existe uma quantidade com qualidade ideal, resguardado o tempo necessário, para o consumo sem dor, sem miasmas, magoas e violência TUDO QUE COMEMOS DEVE SER PRECEDIDO DE AGRADECIMENTO, para nossa subsistência ideal, totalmente liberada de toxidades e sentimentos.

Comer corretamente significa mastigar de forma certa, porque a digestão começa na boca, devagar, saboreando e agradecendo o alimento.

Na Existência. Somos almaticamente o que comemos.

Na Essência somos Espiritualmente, ou seja, Conscientemente   o que Pensamos e Criamos. 

Devemos ter em “Mente Psique Espirito Consciência”. Com cérebro, ou sem cérebro, que nossa constituição é celular e molecular.

Nossas células precisam ser alimentadas com delicadeza, amor e gratidão comedidamente.

A sabedoria dos orientais ao comer com palitos tem um duplo sentido.

Os palitos, não são armas que cortam de modo agressivo, são delicados, pois toda comida preparada já foi cortada em pedacinhos e liberada de todas as dores e sentimentos roubados que não devem ser comidos, até mesmo sendo  vegetal tudo é célula e alimento que para ser consumido deve ser cortado e esperar, que sua seiva, seja liberada, para só então ser mastigada e ingerida.

Afinal! São Células em Simbiose Molecular.

Aquele que come um alimento sem esperar a liberação, que é de dor ou (sentimento outros...). Ira se alimentar de dor, de mágoas e de ressentimentos, seja de células animais, seja de células vegetais.


Comer deve ser um ato de gratidão, onde se rende graças ao alimento apropriado indebitamente ou roubado,  mesmo fazendo parte da Cadeia Almática de Presas e Predadores. Peça licença ao executar a morte, que também é o caminho do retorno da Consciência Espiritual. O agradecimento deve ser feito, no plantio, na colheita associada à morte pelo fato de Matar a Fome.

Morte significa também, além de caminho definitivo para o RETORNO AO TODO ÚNICO, alimento pronto para ser digerido.

Ser Mente Psique Consciente e Pensante, ou Espiritual. Só se alimenta de informações memorizadas subjetivamente na Essência.

As Almas Viventes, criadas e assistidas pelas “Consciências Espirituais”, se alimentam das células e moléculas, na busca da nutrição memorizada onde as informações estão registradas na existência.

A Consciência Espiritual Sopra.

As Almas Viventes Impermanentes e Mortais estão sempre na ebulição, fermentação e respiração na busca desse SOPRO DIVINO.

Esperamos com mais esta matéria, trazer mais informações que possam esclarecer a todos onde a compreensão seja uma decisão de aceitar ou não os paradigmas da NOVA ERA.

Beijos de luz em todas as corporificações de Almas Viventes.

Com amor e carinho:

Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos.