“OS DOGMAS DAS REENCARNAÇÕES”.

Imprimir



Por Dilmar Dutra – Biomédium sensitivo a serviço do Sistema de Totalidades Integradas – (Transdisciplinaridade) – Ciências – Espiritualidades e Fé – Escritor Científico e Espiritual.

Fonte: Intercâmbio de revelação espiritual pesquisas, e estudos científicos de humanos.

Ao iniciarmos esta matéria, registramos nossos agradecimentos, admiração respeito pelo Codificador do Espiritismo “Allan Kardec” pseudônimo de Hipolyte Leon Denizard Rivail, uma mente brilhante, que com a ajuda de diversos médiuns, numa coletânea de muitas opiniões, que ele as aproveitou para a codificação espiritual. Mas, sua, opinião pessoal, ficou claramente transparente, em todos os livros  da codificação, para estabelecer o princípio da Doutrina que chamou de Espírita, pelo Livro dos Espíritos; O Evangelho Segundo o Espiritismo; A Gênese; Livro dos Médiuns, O Céu e o Inferno, além dos Artigos que minudenciavam seus comentários e considerações, que a FEB transformou em formato de Livros e os comercializa regularmente.

Vamos sintetizar ao máximo:

 Kardec ao construir as Obras Básicas: “Livros dos Espíritos”, “Evangelho Segundo o Espiritismo”, Livro dos Médiuns... Priorizou as opiniões dos médiuns de sua época e em todas as obras este consenso prevaleceu.

 Mas ele Kardec, inteligentemente fez suas colocações de forma a não deixar dúvidas, vou dar um exemplo só, de cada assunto, sempre conduzindo as perguntas:

 “Livro dos Espíritos” – “JUSTIÇA DA REENCARNAÇÃO”:
171- Em que se funda o dogma da reencarnação?
 A resposta veio do consenso dos médiuns da época. Mas inteligentemente “Ele Kardec” deixou claro que a reencarnação é um DOGMA e esta citação como dogma, se encontram em todas as suas obras – É só conferir.

No Evangelho Segundo o Espiritismo. Instruções dos espíritos – A LEI DO AMOR.

8. O amor resume... O espírito deve ser cultivado como um campo, toda a riqueza futura depende do trabalho presente, que acima dos bens terrestres, levar-vos-á gloriosa elevação. E será então que, compreendendo a “Lei do Amor” que une todos os Seres, procurareis nela os suaves prazeres da alma, que são os prelúdios das alegrias celestes (Lázaro, Paris, 1862) texto original referendado por Kardec.

Todas as obras da codificação tiveram suas respostas extraídas do consenso mediúnico de leigos. - Todavia as perguntas foram elaboradas por Kardec e quando as respostas tinham coerências, ele citava os autores, o lugar e as datas.

Uma nota: Observamos que Kardec inteligentemente, quando se referia à palavra repouso se referia a morte por compreendê-la como impermanente, que poderia ser ativada em novas vidas pelo Espírito para que pudesse alimentar as corporificações (novas células e moléculas), que deveriam interagir com as Consciências Espirituais a partir da menor unidade de vida que são as células e demais micróbios.

Repouso foi à palavra sugerida por Fenelon, Bordeaux, 1861. Que Kardec adotou. É só conferir gente, nos não estamos inventando nada, isto está por todas as obras de Kardec.

A reflexão é sua, a escolha e a decisão final também  é sua e nos respeitaremos todas as diferenças de conclusões e opiniões.

Li, reli, treli. Nestes dois meses que fiquei sem computador, varias matérias em revistas espirituais, religiosas e cientificas, existem matérias de excelentes qualidades, que dão destaque especial para nossa constituição microbiana, mas por outro lado, como era de se esperar, existem matérias conservadoras equivocadas e reducionistas.

E chequei a conclusão que nossos esforços de complementabilidade, e de correspondências, tiveram uma repercussão imediata e, a discussão, já esta em pauta, mostrando uma maioria de artigos publicados, trazendo novas possibilidades e novos paradigmas sem os dogmas reducionistas, mostrando haver em alguns casos, apenas um despreparo de conhecimentos bioquímicos e de Física Quântica mais isso não é defeito quaisquer pessoas podem se preparar e compreender nossas colocações.

 Não vai ai. Literalmente, nenhuma critica, apenas considero esse exemplo sem sustentabilidade científica, como esta citação, por exemplo: “O espirito dorme no mineral, desperta no vegetal”.

Penso que é preciso despertar para a realidade dos fatos, que a vida e a não vida, são microbianas (celulares e moleculares). Não é possível que citações equivocadas só visem os humanos, imaginando que só eles são seres espirituais e ignorem suas próprias constituições  de seus Corpos Almáticos Viventes - (existência onde a essência é manifestada pela Mente Psique Espirito, num estado mental que interage com todas as corporificações vivas chamadas de consciências a partir da matriz celular procariótica.

Quem quiser conferir, basta abrir os livros da codificação e verificar.

Beijos de Luz nos corações, cérebros simbióticos e locais iluminados pela mente psique espirito não local.
Dilmar Dutra e Marlene Chaves

.