,

“Olho de Hórus”


Imprimir



Vamos começar explicando o significado da palavra "Epigenética". Esta denominação pela visão Médica refere-se ao processo de geração em que o embrião é constituído por uma série de formações novas ou diferenciações sucessivas do ovo. Entendo eu que é uma visão muito reducionista. Na verdade eu vejo a "Epigenética" como um Campo da Biologia que busca desvendar os mistérios de como o ambiente (Natureza) pode influenciar o comportamento das células sem modificar o código genético. Não só para explicar a condição de vida de humanos.

(01) = Pergunta:

Porque os Espíritos não têm Vida?

Resposta:

Porque os Espíritos não nascem, não vivem, não morrem e não vão para a extinção. E como é um Campo, sem uma localização exata no Cosmo, vai interagindo com todos os Corpos contidos no TODO e nestes Campos Morfogenéticos pelo Pensamento, via Luz, Água, Planetas, Atmosfera, Gases e Poeira de Estrelas e outros Elementos de Antimatéria e Matéria, ainda oculto dos humanos.

(02) = Pergunta:

Pelo que entendi, não são esses Campos Criadores chamados de EU MENTE ESPÍRITO, que estão dentro dos Corpos, mas é justamente o contrário. São os corpos que estão contidos nos Campos Espirituais e são as consciências que estabelecem a relação Mente-Corpo?

Resposta: Exatamente, pelas Leis das Físicas, se um Campo tentasse entrar, incorporar, encarnar e reencarnar ele explodiria o Corpo. Vejam! Uma das maneiras que o Espírito envia informação e dirige o Corpo, é via respiração, entrando e saindo, guardando a informação nova e expurgando a informação velha, ou seja, se nutrindo da informação atualizada e descartando a informação desatualizada, da mesma forma que todos os organismos vitais procedem, comendo e evacuando, bem como, se saciando e urinando e transpirando numa adaptação constante de resfriamento, estamos apenas ratificando as informações anteriores publicadas nesse site, sob os títulos: "Desvendando a Informação Espiritual" e "A Importância da Genética e sua Interação com o Meio Ambiente". Vale à pena visitar.

(03) = Pergunta:

Poderia definir a diferença do Espírito para Almas e Almas-Grupo?

Resposta: O Espírito é um Campo de Informação sem Corpo, que interage via ebulição, fermentação e respiração, criador do código Almático para reprodução via alimentação e saciação, seu sopro cria a vida, com semiconsciências evolutivas e consciências evolutivas e expansionistas, medidas em grau, nunca em qualidades e isto vale para cada espécie da Diversidade Planetária. O Espírito é imaterial não molecular, não celular, manifesta-se em uma relação Mente Extrafisica sem uma localização exata, com Corpos das Almas e Almas-grupo que são moleculares e celulares totalmente dependentes do Meio Ambiente Morfogenético. O Espírito é Eterno, não têm vida, não é Imortal porque Imortalidade não existe e uma terminologia equivocada criada por humanos que confundem Eterno com Imortal.

Almas e Almas-Grupo são criações moleculares e celulares, completamente dependentes da ebulição, fermentação e respiração, dependentes da luz da água, dos gases atmosféricos produzidos no Meio Ambiente Planetário que cria e produz a Cadeia Retroalimentar de Prezas e Predadores Almáticos gerados e dirigidos pelo sopro Espiritual, numa relação "Mente e Corpo" com dinâmicas e materializações, mutações, transformações e adaptações pelos Espíritos para nascer, viver e morrer e na desativação do código genético, ir para a extinção. Iremos consubstanciar com uma citação de JESUS CRISTO em prece ao PAI CRIADOR "DEUS" DIVINO ESPÍRITO ÚNICO SUPREMO (Definição no idioma Português). No Jardim das Oliveiras pelo Evangelho Cristão JESUS exclama: "PAI MINHAS ALMAS ESTÃO NUMA TRISTEZA MORTAL". – Duas (02) interpretações importantes podem ser concluídas daí. A Primeira: "Minhas Almas" significam minhas células, que constituem o meu corpo; por que cada célula é uma alma e um corpo é constituído de milhares, milhões, bilhões e trilhões de células. A segunda: "numa tristeza mortal". Significa que Almas e Almas-Grupo. Morrem. De acordo com a Cadeia Almática Retroalimentar imortalidade é uma involução e como involução não existe num Universo em Expansão. Imortalidade, também, não pode existir por que morte significa alimento pronto para ser digerido pelos Sistemas Almáticos e as Semiconsciências evolutivas e as Consciências evolutivas e expansionistas se alimentam de informações para se manifestarem em sabedoria, que nada mais é, do que conhecimento aplicado. Para referendar tudo isso, Francisco de Paula Cândido Xavier o maior Médium Brasileiro, em sua primeira obra "Parnaso de Além Túmulo" Psicografou diversos Espíritos que definiram Almas como moléculas, integrantes de células que não se pode ver devido ao seu estado nanônico. Vale a Pena conferir.