,

“PORQUE TEMOS A SENSAÇÃO DE INSEGURANÇA JURÍDICA!”


Imprimir



Direto das Montanhas do Sul de Minas MG.

Carmo de Minas MG em 12.04.2018.

Por Dilmar Dutra- Biomédium Autodidata em Espiritologia, Cristologia em perfeita sintonia com as Ciências Integrais a serviço gratuito da humanidade.

Faz Saber:

Eu não tenho hábito nem tempo de minutar minhas mensagens, coisas mediúnicas e telepáticas, como sensitivo que sou. Declaro que o Telefone só toca de lá para Cá. Eu não consigo ligar daqui para lá. Como não posso parar para minutar, coisa que faço direto no Facebook e vou corrigindo ali mesmo. Todavia! Hoje o Facebook ou algum rakner não satisfeito com a minha postagem, simplesmente entraram em na minha página e retiram ou retirou quem sabe alguém, que não quero saber quem. Porque Isso para mim é algo insignificante, diante do compromisso espiritual do dever cívico, restauro ou recebo algo mais detalhado e coloquial com nova mensagem, me orientando em dizer aos amigos, que no pleno gozo de minhas obrigações cívicas, pelos dispositivos constitucionais que garantem o direito de expressão, que seria ratificado e ou confirmado por aclamação popular, indo pela última vez as ruas solicitar uma Intervenção conjunta entre o Supremo Tribunal Federal e as Forças Armadas, para dar SEGURANÇA JURIDICA.

Em virtude de uma sinalização, pelo comportamento de alguns Ministros do próprio Supremo Tribunal Federal, libertando presos que a sociedade indignada e no limite por estar sentido a sensação de INSEGURANÇA JURIDICA. É preciso que compreendam, não vai aqui. Nenhuma acusação ou insinuação, mesmo porque, seria uma pretensão muito grande de nossa parte, imaginar como suas Excelências iria votar. Todavia! Três Ministros fizeram abordagens entendidas pelos que assistiram no Plenário do Supremo, que alguns queriam ganhar no grito, isso entendido como deselegâncias, de uma forma radical, querendo influenciar o voto de seus pares. Isto passa a impressão de INSEGURANÇA JURIDICA, principalmente no que se refere à condenação em 2ª, Instância com Jurisprudência Firmada por este mesmo Colegiado, que numa derrubada agora, para favorecer Condenados naquela Instância trás indignação e revolta.

A preocupação Popular vai muito além, da prisão do LULA, mais no que tal medida resultaria. Libertando não só o LULA, condenado por aquela Instância e enfrentariam milhares de ações para libertação em função de nova Jurisprudência, justo numa fase, onde já esta em curso uma INTERVENÇÃO FEDERAL no Estado do Rio de Janeiro, que impede o Poder Legislativo de alterar a Legislação.

Vejam! Como o próprio Supremo através de procedimento Jurídico, estabeleceu que os PODERES SE EQUIVALESSEM EM SUAS ATRIBUIÇÕES. Isto no entendimento que nós fazermos da Constituição, O “SUPREMO” abriu mão da SUPREMACIA concedendo tal prerrogativa, pelo seu colegiado de GUARDIÕES da CONSTITUIÇÃO.

Tudo que o FORO DE SÃO PAULO queria e logo, logo, trataram os integrantes do Congresso Nacional (O LEGISLATIVO), que com a competência de LEGISLAR, enfrentou o próprio SUPREMO com ameaças como fez o SENADOR RENAN CALHEIROS confiando do FORUM PREVILEGIADO, na contramão da própria CONSTITUIÇÃO, que como CONDIÇÃO PÉTRIA GARANTIDORA DOS DIREITOS IGUAIS, ENTRE OS BRASILEIROS.

NO MEU ENTENDIMENTO O COLEGIADO DO SUPREMO DEU UM TIRO NO PÉ AO PERMITIR UM ATO INCONSTITUCIONAL GRAVE.

A Procura de amigos que comungam da mesma opinião que eu. Então pediram-me que elaborasse publicações para em protesto, contribuíssem, através do meu modo de explicar, com protestos públicos, que retratassem seus receios e anseios, num modo coloquial, com suas expectativas em Relação ao Crime Organizado e o Estado de Corrupção Generalizada, que tomou conta do País, como se fosse algo natural. Confesso que num primeiro momento pensei em não fazer isso. Não queria me envolver com política. Fiquei assustado, com a orientação espiritual me dizendo que JESUS COMBATEU A CORRUPÇÃO DIZENDO SER O GRANDE MAL DA HUMANIDADE.

E foi assim que comecei a pesquisar estudar, acompanhei os fatos e consultei os Espíritos. E sigo suas orientações como estou fazendo agora. Fui orientado no sentido de ouvir as ruas e priorizar em simbiose as reivindicações da maioria. Na qualidade de Analista que sou. Aplico meu conhecimento por Análises Proativas, que prevê as conseqüências e efeitos colaterais que trazem conseqüências como fator de Gestão. Dar a conhecer o que pensam pessoas que com idades avançadas e impedidas de irem às ruas com faixas e fazendo caminhadas extasiantes, querem também se pronunciar e o fazem através de mim endereçadas a Dra Carmem Lúcia MD. Presidente do Supremo Tribunal Federal, fora do viés em loco pelas ruas o clamor popular que assiste calado e que não aparece nas pesquisas. Mais que entendem a necessidade de um choque de Ordem junto a sociedade revoltada que extrapola em violências que nos tira das ruas mais ainda, com a ciência de que se comparecermos nas urnas sempre com células impressas vamos fazer a diferença que com esse desgoverno somos a terceira economia, sustentado outros idosos, desempregados e outros familiares sem condições e doentes.

Nos não aparecemos nas pesquisas Senhora Presidente que pode fazer algo contra as punhadas que há mais de 20 anos nos castiga com essas Medidas Provisórias e essas FAMIGERADAS DRUs Desvinculação das Receitas da União que dilapidaram a Seguridade Social e seu tripé: Previdência, Saúde e Assistência transformando uma condição superavitária em deficitária e nivelando por baixo nossos proventos numa covardia sem limites por esses corruptos gananciosos. Pedimos sim humildemente interceder contra esta medida inconstitucional quase sempre por Medida Provisória e comprando o esses partidos de alugues liderados pelo PT.

Sua caneta Senhora Ministra pode reverter esta situação. Na verdade temos sim. Preocupação com essas Urnas Eletrônicas, elas não são confiáveis e fáceis de serem fraudadas e é. Neste estado de direito democrático, deturpado, subvertido e comprometido com o crime organizado, pelo sistema ditatorial do comunismo bolivariano, anarquista e corrompido pelo Foro de São Paulo como o vemos. Assusta-nos! Terrivelmente. Se isso continuar, estaremos em maus lençóis e não recuaremos, lutando junto e confiando na Lava-Jato, nosso Patrimônio Ético Moral, em quem confiamos e apoiamos.

Assim exposto, passamos as considerações finais. No meu entendimento pessoal, diferente das pessoas que através de mim se pronunciam receosos de que o LULA, FERNANDINHO BEIRA MAR, SERGIO CABRAL E OUTROS POSSAM SER LIBERTADOS alem evidentemente de toda galera do crime condenado em segunda instância, não vai dar sossego a Justiça alcançando a liberdade.

Eu penso que decorrido o prazo de 48 horas, após o pedido de prisão com aquele teatro jogando para militantes refugiados no sindicato e completamente embriagado ou sedado por calmantes ou psicotrópicos resistindo até o ultimato da Policia Federal fez dele um FIGITIVO amparado por toda encenação com rompâncias, prepotência e elucubrações delirantes e mirabolantes, desrespeitando as Autoridades envolvidas no cumprimento do mandado de prisão, tira dele por desobediência a justiça, quaisquer que sejam, os recursos protelatórios pelo procedimento do próprio colegiado que primazia pelo raciocínio de que em casos semelhantes ele perdeu todos os direitos que poderia ter se houvesse cumprido a determinação de obediência a Justiça.

Assim faço a minha parte atendendo uma reivindicação de uma categoria de Inativos Civis e Militares de minhas relações de amizade e companheirismo.

Subscrevo em nome de todos.

Dilmar Dutra.