"SISTEMA INTEGRADO DE BÓSONS"


Imprimir

Postado em abril de 2013.

FONTE: Revelação Holográfica entre Consciências que interagem de forma transcendental da essência para a existência, onde envolve a Consciência que interagiu com JESUS CRISTO e que interage hoje com o Biomédium Dilmar Dutra.

O Sistema Integrado de BÓSONS é criado e dirigido pelos Códigos holográficos de holoinformações, que colidem (se chocam) o tempo todo nos Multiversos Quânticos; nas bolhas de íons, neste caso, postam peso e massa manifestados em partículas componentes da estrutura do átomo, interagindo com a malha eletromagnética e com as nuvens de poeira cósmica, onde possam pelas colisões com energias da matéria radiante e reprocessando via transformação e adaptação em energia condensante, estabelecendo interações com partículas de explosões anteriores, bem como, as novas explosões manifestadas e inteligentes, de acordo com os BÓSONS, que são atraídos para as colisões de antimatéria com as matérias, diversificadas em elementos disponíveis na poeira cósmica, fragmentados em partículas, pelas Grandes Explosões em Cadeia, de antimatéria com a matéria, vão se adaptando como os inorgânicos da existência mineral.
 
E essas novas partículas, já, sob forma de cristais, com peso e massa, viajando a grande velocidade, se chocam com as partículas de antimatéria psíquicas de consciências, que muitos rotulam de ESPÍRITOS, e que são resultantes da “Mente Psique Espírito”, fragmentada em Consciências Espirituais, que ocupam a expansão provocada por grandes explosões que estabelecem a Ordem no Caos, sob a rígida direção das chamadas Consciências Espirituais, criadoras da Cadeia Impermanente de Almas unitárias, ou unicelulares, e de Almas coletivas, ou multicelulares, num processo que avança do procarioto para o eucarioto, sustentada e perpetuada, em ciclos, pela retroalimentação, surgida na ebulição, evoluindo para fermentação e estacionada hoje, em processo anaeróbico e aeróbico, num sistema consorciado em supremacia do gás oxigênio, para dar sustentabilidade primaria, interagindo com a memória filogenética, já com o nitrogênio em supremacia, ou outro gás, estabelecendo a condição primaria anaeróbica e na respiração, como a conhecemos hoje, sofrendo pelas condições secundárias de fermentação e terciária de respiração, que ocorreu de forma relativa e agressiva, como um holocausto microbiano, que teve na transformação e adaptação, um espaço de tempo, para se chegar num envolvimento de milhões de anos, até a situação aeróbica, ou seja, com a supremacia do oxigênio. (NB: Como os gases que propiciam os pensamentos que obedecem aos sinais químicos, podemos afirmar que nossos pensamentos possuem aromas que dão para identificar o comportamento observado: Fica nitidamente comprovado em todos os sistemas vivos. Bioquímicos já perceberam isso, em aves e nas abelhas. Isso é provocado por uma substância chamada FEROMÔNIOS que influenciam os comportamentos dos animais).
 
Foi neste contexto de Integração de sistemas consorciados, entre a “MENTE PSIQUE CONSCIÊNCIA DO TODO ESSÊNCIA ESPIRITUAL” que fragmentada em partículas de Consciências Espirituais, criou-se o CAMPO DE INFLUÊNCIA ESPIRITUAIS DE AUTOSSUSTENTAÇÃO ETERNA, INFINITA E PERMANENTE que por sua vez Criou dentro de si a EXISTÊNCIA CORPORIFICADA IMPERMANENTE. 
Que resultou no processo de oxidação (ferrugem, como excremento) de extremófilos e na evolução e passagem, sob nova transformação e adaptação, manifestou-se na condição de alimentação de cianobactérias, aonde, a manifestação aeróbica, foi se formando numa construção inteligente, se transformando em bilhões de anos de extermínios e extinções, que os sobreviventes: micróbios dominadores ocuparam todos os espaços, e chegou-se aos procariotos, que evoluíram crescendo engolfando, digerindo, e depois inteligentemente, na percepção na interação com a molécula mTOR, tomaram a decisão de digerir uma parte selecionada, e guardar uma parte da essência de informação, se adaptando em simbiose, ou seja, células e moléculas vivas, vivendo dentro de células e moléculas vivas, num consórcio de composição celular de 70% de moléculas interagindo e dissolvidas na chamada molécula mãe (água) o solvente universal, que tem dentro de si, como manancial, muitas outras moléculas diluídas e produzindo enzimas para quebrarem fragmentando-se em partículas, 01% de íons e 29% de orgânicos: (exemplo: Tabela Periódica de Dimitri, que foi complementada por outros cientistas) e assim, esses elementos formaram uma cadeia de RNA primário, DNA secundário (ácidos) ATP (adenosina, trifosfatos e Proteínas) vou citar mais uma molécula que considero muito importante, depois da água, por possibilitar uma cognição transcendental, sob forma de interação possibilitada pela molécula mTOR -  Antigênico 1, associado à função nutricional de almas unitárias e coletivas, ou seja, unicelulares e multicelulares, estimulante sensitivo de adesão intercelular, que dispõe de códigos produtores de associações. Com leucócitos e anticorpos do sistema organizacional de inibidores imunológicos. – Essa molécula é a precursora, receptora e sensitiva da vida, é produtora em consorcio com o RNA e o DNA, pelo sistema de totalidade integradas e mistos que possibilita a transferência de elementos e faz circular a força motriz da alma, como molécula proteica, além de muitas outras funções reguladoras do nascimento, vida morte, produzindo e destruindo a massa muscular pela regulação nutricional, além, evidentemente de regular os demais órgãos simbióticos, como por exemplo: O fígado pela função da “foxo 1”, potencializando a sinalização da insulina etc. Etc. –

 São muitas as funções desta importante alma, ou seja, desta importante molécula mTOR-). Este processo, teve toda recarga não local, propiciada pelos íons na proporção de 01% em consórcio com 29% de orgânicos (excrementos microbianos), num processo que leva para a existência corporificada de seres vivos, a retornarem pela morte, a forma de fertilizantes e adubos, perpetuando cicloalmente a Cadeia de Almas e Almas grupos ou coletivas, a se reproduzir pela autossustentação nutricional.

A importância dessa citação almática, ou molecular. De o nome que você quiser. - Se devem, as publicações na Mídia, envolvendo cientificas reducionistas, que alegam equivocadamente, que o livre arbítrio, não existe nem nos humanos, e nem em outros seres vivos. Equivoco mirabolante de mitomania humana, estabelecido por doutrinas e catequeses reducionistas e engessadas como disciplinas curriculares e Universitárias, consagradas como se fossem verdadeiras e com qualidades permanentes, que não podem ser afirmadas na existência. Por exemplo: Afirmar que uma parte do corpo, como o cérebro, pode produzir Consciências, é muito infantil e de uma incongruência que mostra o desconhecimento microbiano de nossa própria constituição e pioram muito suas afirmações como condições só dos cérebros humanos, opiniões divergentes e reducionistas e isoladas, fora do contexto de totalidades integradas, vão equivocadamente tentando doutrinar e catequizar condições materialistas e o que é pior ainda, afirmar que isto é uma exclusividade humana.
 
Esses equívocos são comuns em materialistas, que julgam dominar a Neurociência, onde o cérebro é a causa de tudo. Esquecendo sua condição terciaria no processo de vida, onde o ar com supremacia do oxigênio, alimenta as memórias filogenéticas, com códigos de polipeptídios, que liga todos os sistemas vivos sem cérebros, sob a direção codificada da molécula “mTOR”, e da mesma forma, todos os sistemas vivos com cérebros, que usam o diafragma, para enviar uma parte dos polipeptídios transformados e adaptados em neuropeptídios que interagem com as consciências sem uma localidade exata, ou seja, não local, por uma interação, como mais uma das fontes do processo de respiração das branas (diminuitivo de membranas sob os poros, sempre com a supremacia do oxigênio, que se for interrompida acorrerá a perda da subconsciência e ou da consciência, que são dependentes do tempo de apneia, que pode causar sequelas irreversíveis, tanto na memória filogenética, como nos cérebros simbióticos, este processo é codificado e dirigido pelo sistema de totalidades integradas, que vai da colisão de íons, dos gases atmosféricos anaeróbicos e aeróbicos, onde os cérebros diferentemente das memórias filogenéticas nas branas (abreviação cientifica de membrana), que é sempre o maior órgão das corporificações que usam, também, os processos alimentares e Solares, (fixadores de proteínas), além, das manifestações Psíquicas Conscientes Físicas, Químicas e Biológicas em Simbiose, das quais, e sem elas, não poderiam criar ou produzir algo anterior a ele cérebro, e ou, a memória filogenética, que é muito anterior a formação dos cérebros. 

Vou dar um exemplo dessa interação da Mente Fragmentada em Consciências Psíquicas Espirituais, em sua não localidade, mas que ocupam todos os espaços dos Campos Morfogenéticos Espirituais, onde estão contidos todos os Corpos Almáticos  ou seja, todas as células em simbiose perpetuadas, como as almas ou moléculas unitárias, ou coletivas. Que ao prender a respiração voluntária arbitralmente, ou ainda, por defeito celular, seja manifestado em apneia voluntária que é estudada em humanos (que significa um ponto de ruptura no abastecimento de oxigênio, que conduz informações para que: sob reflexão, condição que já trazem como códigos de quimiorreceptores e estruturas sensórias, da interação, no sangue de todos os animais (acredito eu, que os sensores arteriais das carótidas que abastecem  cérebros pelos quimiorreceptores que detectam níveis elevados de dióxido de carbono, por estas artérias citadas e células que compõem o sistema nervoso central, como funções autônomas e fora do cérebro (involuntárias), em todos os animais que possuem sangue e respiram, incluem-se, também, as células vegetais, ou seja, todas as células cloroplastos vegetais com seiva).
 
Outrossim! Cada caso é um caso, e precisa ser observado sob o foco cultural de sistemas integrados, fora desse sistema, ele é considerado isolado e reducionista, e eu penso que esse paradigma, não pode ser avaliado nem como teoria, devido não ter a sustentabilidade, para outro tipo de vida, que não seja: celular e molecular, ou seja, deixar de receber um tipo de gás atmosférico no caso dos sistemas aeróbicos, onde o oxigênio está em supremacia, onde a apínea esteja dentro, por um período acima da tolerância codificada, em tempo curto ou longo, mesmo que detenha uma diferença dependendo do organismo, que age codificadamente, para cortar as informações na ruptura desse gás, que interage com a Consciência Psíquica Espiritual, que devem ser sempre catalogadas e registradas, nos computadores do genoma, de todos os seres vivos, a partir de sua constituição primária microbiana.

Todos os sistemas vivos, são constituídos de células e moléculas em simbiose impermanente, com torção biológica e plasticidade morfogenética, aonde o solvente universal molécula  “ÁGUA”, vai para a célula com todas as demais moléculas diluídas e simbioticamente consorciadas. (moléculas estas, que descrevemos algumas, que foram, supra citadas, como as mais importantes na opinião do Biomédium em questão).

Nós poderíamos falar: dias e dias, minudenciando estes processos recheados de informações infinitamente sustentados, porque uma informação, sempre nos conduzirá a outras informações, e este filão consorciado entre essência e existência. É, e será sempre evolutivo, expansionista e infinitamente eterno.

Por hora, não vejo necessidades, de dar maiores esclarecimentos, as informações, no bojo desta matéria, estão numa linguagem coloquial, que entendo ser, uma boa parte, de saltos quânticos, em termos de novos paradigmas a serem avaliados e discutidos, com reflexões, para o entendimento coletivo. Se houver necessidade, voltaremos para dar continuidade, minudenciando o processo psíquico, físico, químico e biológico com a sustentabilidade celular molecular, que foi apresentado como Transdisciplinaridade.

Um afetuoso abraço e beijos de luz, nos cérebros e corações simbióticos, iluminados pela Mente Psique Consciência Espirito não local e completamente fora do cérebro simbiótico, apenas com uma relação de interação com os cérebros locais. Namastê. Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos.