A PSIQUE É ESPIRITUAL"


Imprimir 

Postado em 02.11.2011.

Autor: Imhotep e ou Hermes Trismegisto, Esculápio ou ainda Asplégios.

Por Dilmar Dutra que está autodidata em Ciências Integrais em perfeita sintonia coma espiritualidade ecumênica e espiritualista, assim como, escritor científico e espiritual com a missão de trazer um novo paradigma e uma nova ordem.

Face aos constrangimentos do cotidiano diário, algo em torno de quinhentos milhões de pessoas sofre, no Planeta, de algum tipo de doença chamada “Mental” ou “Psíquica” ou ainda, de “Distúrbio Bipolar”. Todas oriundas do “Campo de Influência do Orbe”, somatização das mitomanias que conduzem aos stress e a depressão e que se manifestam com transtornos do humor.

Esse cotidiano diário é influenciado por um “campo de ocorrência morfogenético” de erros cognitivos, onde os humanos vivem nos extremos, repetindo continuamente idéias perturbadoras, cuja importância se potencializa em algo negativo, impedindo arbitralmente de “se amar”, ilações imaginárias ao deduzir equivocadamente o que os outros possam estar pensando de você.

Na verdade o somatório dos erros cognitivos faz com que o enfermo julgue seus próprios erros o que irá provocar uma manifestação de incontrolabilidade, passa se ver como o único culpado de tudo que acontece a sua volta, exagerando o significado do que os Gregos chamavam de “Distimia Compulsiva Arbitral”, que é uma manifestação crônica do estado “deprimido” anormal e perturbador, que proporciona um estado de “intolerância” para com as maiores insignificâncias, dando-lhes uma importância desnecessária, bem maior do que realmente é.

Só o amor por “si mesmo”, pode reverter a “Distimia”. Porque o “amor” é o elo da Paz e pode tirar o enfermo dos extremos opostos e fazê-lo enxergar os “meio termos”, atendo-se ao presente, sem presumir o futuro. Viver o “amor” nos faz focar os bons momentos do presente de forma plena e otimista.

Ame-se. Você pode você deve. Lembre-se. O seu livre-arbítrio manifesta a sua determinação e quando, nos auto-afirmamos arbitralmente, ou seja, pela vontade, nada nem ninguém, pode nos impedir de obter a cura para a chamada “Distimia”. Porque o “EU MENTE PSIQUE ESPIRÍTO” é o gerador de nossas Consciências e Espiritualmente somos o que pensamos.

Um forte abraço e beijos nos corações.

Dilmar Dutra e Marlene Daltro, parceiros os estudos livres e sócios no site www.dilmardutra.com.br