“ESPÍRITO NÃO TEM VIDA"


Imprimir 

Autor da revelação: A Consciência Espiritual que interagiu com o Ser Humano Almático que atendeu em vida pelo nome civil de “IMHOTEP” Sumo Sacerdote da Escola de Mistérios Espirituais do Olho de Horus que funcionou no subsolo da Pirâmide Escalonada em Saqqara no Egito antigo.

IMHOTEP era chamado pelos Gregos de O TRES VEZES GRANDE – HERMES TRISMEGISTO, chamaram-no também, de ESCULÁPIO, ou ainda, de ASPLÉGIO, considerado pelos “Gregos” o Pai da Medicina e o inventor do CADUCEU, símbolo encontrado nos anéis de Médicos e Odontólogos - Dentistas.

Esta Consciência Espiritual interage neste momento, com a Consciência Espiritual do Biomédium Dilmar Dutra, Autodidata em Ciências Integrais que está em perfeita sintonia com a Espiritualidade Ecumênica e Universalista, manifesta-se na condição de Escritor Científico e Espiritual, que mais uma vez, recebe via cognição confirmações de revelações, acrescentando as mesmas, mais informações com detalhamento para uma melhor compreensão, a saber:

Imhotep afirma ao Biomédium. Que o EU MENTE PSIQUÊ ESPÍRITO, é uma Singularidade Taquiônica, alem de ser o gerador de CONSCIÊNCIAS, ele não tem VIDA. O Espírito Existia, Existe e Existirá na Eternidade Infinita dos Multiversos, por ser uma manifestação do Grande Pensamento Divino, que vai interagindo pelo CAMPO TAQUIÔNICO, TAMBEM CHAMADO DE CAMPO DO TODO, OU AINDA, CAMPO AKASHICO. Ou seja, MANIFESTAÇÃO IMATERIAL DE INFORMAÇÃO, PERCEPÇÃO, PLANEJAMENTO, CRIAÇÃO PARA COMBINAR E RECOMBINAR TODA ELABORAÇÃO E EXECUÇÃO que INTERAGE via COGNIÇÃO com todos os CORPOS contidos neste CAMPO, via moléculas e células, que numa ação primária de ebulição. Secundária de fermentação. E terciaria de respiração. Trazem códigos para se formarem como Planetas de Almas Quânticas e seus Meio Ambientes apropriados para, nascer, viver, morrer e na desativação do código almático ir para a extinção.

IMHOTEP achou melhor formular Perguntas e Respostas que passa a fazer:

(01) = Pergunta:

Porque os Espíritos não têm Vida?

Resposta:

Porque os Espíritos não nascem, não vivem, não morrem e não vão para a extinção. E como é um Campo, sem uma localização exata no Cosmo, vai interagindo com todos os Corpos contidos no TODO e nestes Campos Morfogenéticos pelo Pensamento, via Luz, Água, Planetas, Atmosfera, Gases e Poeira de Estrelas e outros Elementos de Antimatéria e Matéria, ainda oculto dos humanos.

(02) = Pergunta:

Pelo que entendi, não são esses Campos Criadores chamados de EU MENTE ESPÍRITO, que estão dentro dos Corpos, mas é justamente o contrário. São os corpos que estão contidos nos Campos Espirituais e são as consciências que estabelecem a relação Mente-Corpo?

Resposta: Exatamente, pelas Leis das Físicas, se um Campo tentasse entrar, incorporar, encarnar e reencarnar ele explodiria o Corpo. Vejam! Uma das maneiras que o Espírito envia informação e dirige o Corpo, é via respiração, entrando e saindo, guardando a informação nova e expurgando a informação velha, ou seja, se nutrindo da informação atualizada e descartando a informação desatualizada, da mesma forma que todos os organismos vitais procedem, comendo e evacuando, bem como, se saciando e urinando e transpirando numa adaptação constante de resfriamento, estamos apenas ratificando as informações anteriores publicadas nesse site, sob os títulos: “Desvendando a Informação Espiritual” e “A Importância da Genética e sua Interação com o Meio Ambiente”. Vale à pena visitar.

(03) = Pergunta:

Poderia definir a diferença do Espírito para Almas e Almas-Grupo?

Resposta: O Espírito é um Campo de Informação sem Corpo, que interage via ebulição, fermentação e respiração, criador do código Almático para reprodução via alimentação e saciação, seu sopro cria a vida, com semiconsciências evolutivas e consciências evolutivas e expansionistas, medidas em grau, nunca em qualidades e isto vale para cada espécie da Diversidade Planetária. O Espírito é imaterial não molecular, não celular, manifesta-se em uma relação Mente Extrafisica sem uma localização exata, com Corpos das Almas e Almas-grupo que são moleculares e celulares totalmente dependentes do Meio Ambiente Morfogenético. O Espírito é Eterno, não têm vida, não é Imortal porque Imortalidade não existe e uma terminologia equivocada criada por humanos que confundem Eterno com Imortal.

Almas e Almas-Grupo são criações moleculares e celulares, completamente dependentes da ebulição, fermentação e respiração, dependentes da luz da água, dos gases atmosféricos produzidos no Meio Ambiente Planetário que cria e produz a Cadeia Retroalimentar de Prezas e Predadores Almáticos gerados e dirigidos pelo sopro Espiritual, numa relação “Mente e Corpo” com dinâmicas e materializações, mutações, transformações e adaptações pelos Espíritos para nascer, viver e morrer e na desativação do código genético, ir para a extinção. Iremos consubstanciar com uma citação de JESUS CRISTO em prece ao PAI CRIADOR “DEUS” DIVINO ESPÍRITO ÚNICO SUPREMO (Definição no idioma Português). No Jardim das Oliveiras pelo Evangelho Cristão JESUS exclama: “PAI MINHAS ALMAS ESTÃO NUMA TRISTEZA MORTAL”. – Duas (02) interpretações importantes podem ser concluídas daí. A Primeira: “Minhas Almas” significam minhas células, que constituem o meu corpo; por que cada célula é uma alma e um corpo é constituído de milhares, milhões, bilhões e trilhões de células. A segunda: “numa tristeza mortal”. Significa que Almas e Almas-Grupo. Morrem. De acordo com a Cadeia Almática Retroalimentar imortalidade é uma involução e como involução não existe num Universo em Expansão. Imortalidade, também, não pode existir por que morte significa alimento pronto para ser digerido pelos Sistemas Almáticos e as Semiconsciências evolutivas e as Consciências evolutivas e expansionistas se alimentam de informações para se manifestarem em sabedoria, que nada mais é, do que conhecimento aplicado. Para referendar tudo isso, Francisco de Paula Cândido Xavier o maior Médium Brasileiro, em sua primeira obra “Parnaso de Além Túmulo” Psicografou diversos Espíritos que definiram Almas como moléculas, integrantes de células que não se pode ver devido ao seu estado nanônico. Vale a Pena conferir.

Nosso propósito está no inabalável poder de DEUS que agora através do Campo de mutação faz manifestar a Nova Era, onde a nova luz que rege o Universo Espiritual e Cientifico, caminha lado a lado em trilhos paralelos para conduzir a locomotiva de Informações para legitimar o progresso e a humildade dos humanos de reconhecer que são seres mistos, e como tal, sua própria constituição, advém dos procariotos e eucariotos, bem como, de todos os seres vivos, onde um é conseqüência do outro e de tudo que os precederam, numa simbiose planejada e dirigida de combinações e recombinações, para que a condição Almática vivente, criada pelos Espíritos alcance o progresso praticando a Fé; A Moral e o Amor a partir de si mesmo, e oferecendo-o (amor) a todos os demais sistemas vivos, cuja matriz procariótica, faz parte de suas constituições em perfeita sintonia com o aspecto moral aplicado a partir da compreensão da expansão de consciência onde significa respeitar as diferenças da Cadeia Almática de prezas e de predadores, onde todos comem todos e todos se alimentam de todos. Da mesma forma que as fezes de hoje, serão as saladas do amanhã. Todos os nutrientes inorgânicos e orgânicos que nos sustentam são as fezes fossilizadas e fertilizadas desses Engenheiros Divinos que são fungos, vírus e bactérias “micróbios que interagiram e interagem entre si para que possamos existir.

Assim posto. Afirmamos no título desta matéria que o Campo do EU MENTE PSIQUÊ ESPÍRITO NÃO TEM VIDA.

Um forte abraço e beijos no coração.

Dilmar Dutra e Marlene Daltro, parceiros nos estudos livres e sócios no site www.dilmardutra.com.br