“Você já ouviu falar em Fagoterapia?”


Imprimir 

Postado em 25.10.2012.

Autoria: Dilmar Dutra, Biomédium Autodidata, estudioso de todas as Ciências integrando-as, face crer que uma só ciência isolada, não proporciona uma resposta Universalista, da mesma forma, integrou numa Perfeita Sintonia os Tesouros Sagrados de Fé Humanas, sejam, Religiosos, Espíritas, exotéricos, místicos, etc. incluindo cépticos e materialistas com a Mecânica Quântica e o resultado foi de uma visão Espiritualista em perfeita sintonia com uma visão materialista, em proporções de respeito mutuo.

Ao trazermos a importância do “Fator Fago” a conhecimento público da humanidade, estamos falando em não sonegar informações e dar ciência a todos, da importância em nossas vidas, ou melhor, da importância em todos os sistemas vivos celulares – moleculares e almáticos.

A referência hoje, como maior autoridade neste assunto. É do respeitável microbiólogo Dr. VICENT FISCHETTI da Rockefeller University. Ao estabelecer uma visão geral e atualizada dos Vírus que atacam bactérias e que já, a algum tempo sob intensa observação laboratorial, são utilizados para tratar e evitar infecções, coisa que acreditamos irá num futuro próximo substituir os antibióticos hoje utilizados e que provocam efeitos colaterais. (Você que está interessado em aprofundar-se no assunto recomendamos estudos via animações em HTTP//tinyurl.com/btxzr2f.)

Esclarecimento: O que é um fago? É um vírus que infecta a célula bacteriana, (Eu, prefiro usar a terminologia: “interage por sexo biológico” e gera um “bacteriófago”, que possui uma capsula, ou cabeça no alto, possui causa e fibras da cauda, chamada cientificamente de apêndice na parte de baixo um tipo de pernas, como de uma pequena aranha - (condição nanônica ou microbiana, que não pode ser observado fora da lamina e do microscópio).

Esses estudos foram inicialmente abordados da Rússia (Antiga União Soviética). Mas com o advento e descoberta dos antibióticos, foram abandonados. O Dr. VICENT FISCHETTI, verificando e acreditando na possibilidade de encontrar uma alternativa a antibióticos exageradamente utilizados para tratar e evitar infecções abraçou os estudos livres e sistêmicos e esta obtendo êxitos incríveis com suas pesquisas ajudando a Medicina Moderna. E a chamada Fagoterapia seria uma terapia, usando os fagos em substituição aos chamados antibióticos, onde os efeitos colaterais seriam abrandados ou não existiriam mais.

Na Natureza sob observação, constatou-se que esses fagos produzem enzimas chamadas lisinas que provocam a explosão de células bacterianas patogênicas, de onde novos fagos saem as centenas. A ContraFect, acredita que possa aproveitar essas lisinas para tratar as infecções bacterianas em humanos. Vamos torcer para que as experiências, com o uso dos coquetéis de fagos, tenham logo, logo, sua utilização em infecções resistentes aprovadas como medicamentos pela (FDA) Agência Reguladora dos Alimentos e Medicamentos Food and Drug Administration. Principalmente para combater os efeitos nocivos Salmonella e Escherichia coli em carnes embaladas e em demais produtos alimentares enlatados e embalados.

Um dado interessante revelado pelo Dr. Vincent Fischetti: Cada grão de solo, cada centímetro cúbico de água, tem pelo menos 10 milhões a 100 milhões de fagos. Segundo ele, os fagos são a mais numerosa entidade biológica da Terra. Eles estão em tudo que tocamos, comemos e bebemos. Ingerimos fagos o tempo todo. Eles são encontrados em nossos intestinos, membranas, mucosas, em todo lugar em nosso corpo. Bacteriófagos continuamente infectam e matam bactérias. Então bactérias resistentes crescem de novo e assim o processo de controle almáticos de presas e predadores biológicos continua se perpetuando.A cada dois dias, metade das bactérias na Terra é morta pelos bacteriófagos . (Opinião do Biomédium: É um processo de almas unitárias incrivelmente dinâmico) onde tanto as bactérias, quanto os fagos precisam um dos outros para sobreviver. Um fato interessante nos é revelado. Há 10 vezes mais bacteriófagos do que bactérias. Isto nos levam a concluir que quem está no controle do Planeta são os Bacteriófagos. No entediamento do BiomédiumDilmar Dutra. É por este motivo que as células patogênicas, ficam sempre na proporção controlada ente 01% e 03% . Daí a importância do Bacteriófago na sobrevivência das Espécies do Reino Único Celular - Molecular.

Um forte abraço e beijos de luz nos cérebros e corações simbióticos e locais iluminados pela Mente Psique Espírito, não local, ou seja, sem uma localização exata no meio ambiente Akáshico.

Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos.