A NEUROPLASTICIDADE MORFOLÓGICA


Imprimir

PARTE 4
Postado em 08 de outubro de 2009.
Autores: Diversos Espíritos, entre Eles Jesus Cristo, médium Dilmar Dutra, Professor José Eduardo Antonio de Mattos e todos os Estudos, observações e monitoramento, em laboratórios coordenados pelos Cientistas Planetários, consagrados e publicados na mídia, trazendo novas percepções.


      O médium afirma que a neuroplasticidade morfológica teve origem quando o Planeta bacteriano abriu novas oportunidades evolutivas, transformativas e adaptativas, e tudo isto ocorreu com saltos quânticos a 1,5 bilhões de anos atrás dando origem a uma maior capacidade de sobrevivência e de regeneração de todos os sistemas vivos que cada vez mais, aumentavam recebendo e captando do ambiente, mais, e mais informações pelas memórias filogenéticas da membrana e mais tarde pelos cérebros já formados.

     É preciso entender, aceitar e respeitar a vida e o meio ambiente, porque ela VIDA transcende de si mesmo e nunca apaga o seu passado. Os seres humanos, são animais, são micróbios e são substancias químicas.

              O QUE É VIDA? “ VIDA SÃO BACTÉRIAS E SUAS PROLES”.

     Todas as células que constituem os seres humanos são eucarióticas, bem como, as que constituem os animais, vegetais, fungos e proctistas.

     Nossa afirmação é que todas as células têm DNAs de bactérias. Pois as mitocôndrias foram células bacterianas de vida livre um dia.

     Agora vamos historiar com detalhamento o surgimento da vida no Planeta como a conhecemos, façamos um exercício de reflexão: Procuremos detalhar sintetizando, face o tamanho da disciplina teórica, com saltos quânticos há 3.8 bilhões de anos, até o surgimento dos humanos, que não puderam comprovar essa narrativa, por que não existiam, ou seja, por que não existíamos, e nada foi registrado. As teorias se formam por revelação espiritual ou baseada em registros fósseis arqueológicos e palenteológicos.

     Hoje nós o fazemos, com base no consórcio, entre revelações espirituais, em perfeita sintonia com as ciências integrais, toda nossa narrativa passa por ciclos de vida, dando saltos quânticos (e o espaço de um ciclo para o outro deve ser entendido como muito tempo depois).

     Vejam a própria Ciência não sabe ultrapassar muito, o que ela sabe. Muitos dos grandes cientistas que estudam os Mistérios do Universo e da Vida em nosso Planeta-(Orbe), declaram francamente: “Sabemos pouco, O que mais temos são perguntas?

     O escritor Terence Mackenna disse: “Quanto mais brilham as fogueiras do conhecimento, mais a escuridão se revela aos nossos olhos assombrados”.

     Senhores! Antes de quaisquer colocações outras, consideramos a “Célula” um ser pensante e consciente. Consideramos que todos os sistemas vivos ou almáticos, são riquezas espirituais e essas riquezas espirituais não podem ser atribuídas apenas aos seres humanos, mesmo porque, o processo de materialização dos sistemas vivos, é totalmente indexado e projetado em consórcio, por um programa inteligente, Maior e Energético Espiritual. Consideramos o Espírito, um Campo de Energia e informação, que se constitui em todos os sistemas vivos e não vivos, consideramos o Espírito e a matéria “UNO” – UM, por que fazem parte, do mesmo processo do “EU MENTE”e o “EU ESPÍRITO”, e é, uma questão de GRAU, ou seja, Espírito e matéria, são a mesma coisa, em estados diferentes, até mesmo o contraditório de oposto da dualidade bipolarizada, são UNO (um), de uma mesma manifestação materializada. Estão apenas nos extremos de um filamento morfogenético, mas o filamento é o mesmo. Os extremos é que precisam de equilíbrio em grau, ou seja, aniquilando-se e anulando-se, e isto ocorre por colisões de partículas, surgindo uma única energia chamada Taquiônica que estabelece a Ordem no Caos, e é como DEUS, você não pode ver, não pode pegar, mas pode sentir, porque as malhas eletromagnéticas dos Campos Mórficos, esta eternamente interagindo nessa grande simbiose, contida no Campo Taquiônico Singular, contido em DEUS – Singularidade ou partícula Divina, ou ainda, antimatéria.

                                    A Consciência é Espiritual.

      A consciência é o fundamento de todo sistema vivo.

      E está consciência é parte integral da célula, que é um Ser pensante e consciente, apesar de seu tamanho diminuto e microscópico, e nós humanos não podemos esquecer, que somos partes intrínsecas, deste projeto, bem como, todos os sistemas vivos contidos nesse TODO HOLARQUICO, que projeta e cria esse processo de realidade que chamamos de DEUS. Essas iniciais, pela língua Naacal, significa (Divino Espírito Único Sagrado). Que enviou do Cosmo para os Planetas uma semeadura, sementes biológicas para interagir com os elementos químicos, contidos no ambiente Cósmico e Planetário, sementes Almáticas Vitais, chamadas de Archaeas e bactérias que vieram conduzidas, pelo bombardeio de Cometas no Orbe há bilhões de anos atrás, constituídos de água e elementos essenciais para formação da vida como conhecemos, desta fabulosa interconectividade multidimensional, contida no Todo.

     Após a semeadura Divina, já concluída. Iniciou-se o processo que deveria ser transformado e adaptado como LAR, ou seja, chegar por saltos quânticos e Taquiônicos, a noção de “Lealdade”, “Abnegação”, e “Respeito” (LAR). Aspecto cognitivo da unidade social ecumênica, para manutenção da vida almática (constituída de fluidos vitais) que são dirigidos pelas energias ESPÍRITOS. (E nisso as bactérias dão show).

HISTORIANDO:

       Vamos entender as sementes dos Arquitetos Divinos, chamados de ARCHAEAS e BACTÉRIAS, predecessoras dos organismos da vida e vamos dividi-los em três domínios proposto por “CARL WOESE”.

a) Domínio Eukarya - inclui todos os organismos eucariontes.

b) Domínio Bactéria - inclui todas as bactérias procariontes.

c) Domínio Archaea - inclui procariontes com características filogenéticas já com transformações e adaptações genômicas diferente da bactéria.

     Todavia! O médium Dilmar Dutra, quer fazer uma colocação, por revelação Espiritual com relação a domínio, mesmo sabendo que o conceito mais aceito tem um ranço do Darwinismo e esta consagrado em Ciências Naturais e Sociais –(uma particularidade que propõe uma autonomia inexistente, como muitas outras ciências criadas pelos Seres Humanos). Nós só aceitamos as Ciências Integrais, que foram criadas por DEUS, para que pudessem interagir entre si de modo eterno e recorrente diante da multidimensionalidade Cósmica. Entendemos que o Absoluto Cientista, é o Próprio DEUS Criador de todas as Ciências. E com essa cognitiva consciência, considero que quaisquer propostas de autonomias dentro da HOLÁRQUIA DIVINA, é uma total incongruência, e está para as Ciências Integrais em Perfeita sintonia com a Espiritualidade Integral como todas as RELIGIÕES, ou seja, tem ausência de verdade, que é substituída por Dogmas. E por isso, não é uma coisa de DEUS. É uma coisa de HUMANOS.

    O Domínio do Planeta. É Energético, Espiritual. Não é fluídico.

    O Domínio do Metaverso. É Energético, Espiritual. Não é fluídico.

    As Energias não podem ser Criadas e nem destruídas, elas são eternas.

    Os fluídos Almáticos, são transitórios, são transformáveis, são adaptativos e vai para a extinção, se colidirem com as Energias, todas as suas moléculas serão quebradas e fritadas, ou seja, queimadas. E não existe Imortalidade de nada, tudo que vive morre. Morrer na língua NAACAL significa: “Alimento pronto para ser consumido, nutriente dos Espíritos, ou seja, os fluídos nutrem as Energias. O que existe de verdade é a ETERNIDADE ESPIRITUAL, ou seja, fusionaria; atrativa; recorrente de velocidade; recorrente de potencialidade; recorrente de eletromagnetismo; multidimensional e criadora da matéria e dos fluídos. Não há limites para criação da vida biológica e a noção de domínio tem localização e é sentencial. (conceitos, estabelecidos pelos humanos, sentenciando em cima da letra que mata).

     Já Espiritualmente falando. Não há limites, e nem sentenças, para a criação da vida bioquímica e nem a noção de domínio. Em bioquímica interativa e integrativa as únicas realidades são, transformações; adaptações e extinções. A sentença é uma condenação, é um dogma de conceito consagrado (coisa exclusiva de humanos). O Universo é multidimensional e a Interconectividade é simbiótica e Holárquica e o Poder dominante é Energético Eletromagnético (Espiritual), mas o Poder absoluto é do Espírito Divino Único Sagrado, que podemos chamar por 72 nomes, dentre os quais os mais conhecidos são DEUS; SINGULARIDADE, DIVINDADE; ESPIRITO SANTO, JAVÉ, JEOVÁ, PARTÍCULA DIVINA, ANTMATÉRIA ETC. ETC. Não importa a rotulação, esse é o único PODER. Este exerce o PODER de forma plena e absoluta.

     Se vier do PAI, se vier Filho, não importa. “Todos somos um, pelo AMOR. O Domínio é do AMOR, que vem de forma imparcial, equilibrada, aniquiladora e neutralizadora do contraditório de opostos de uma mesma realidade materializada, sem carências e sem excessos e esta inserido em todos os sistemas vivos e no exercício do amor eu posso dizer que em bioquímica existe vários domínios. Exemplos: Domínio Imunológico; Domínio, virológico, hormonal, parasitário; parasasitológico,urinálisetológico, citológico e eu então vou citar mais três diretamente ligados a pertinência da matéria, ou seja, mais estudados.

1)-Domínio vírus - pré-vida parasitária.

2)-Domínio Fungos - heterotróficos interativos com o domínio Eucariota ou informações para reprodução de doenças e estimulador do sistema imunológico,

3)-Domínio Algas – Produtores aquáticos e autotróficos da energia necessária para manifestação do metabolismo em todos os sistemas fotossintetizantes do reino celular, de seres vivos e parasitários e não vivos fornecedores de materiais químicos. Uma inteiração perfeita dos domínios para manutenção da vida dirigida pelos Espíritos ou pelas Energias, que se nutrem dos fluidos vitais.

     Estes domínios, citados interagiram e interage, o tempo todo entre si. Isto indica não existir um limite para a vida nem para domínios transitórios.

     É incrível como a vida bacteriana, a célula bacteriana como nossos ancestrais primevos produziram a diversidade de vida existente, usando a mesma unidade bioquímica (“uno” ou um, referente ao poder, ao domínio Espiritual) que a produziu para alcançar patamares tão elevados e complexos. Acreditamos que esses patamares foram alcançados pelas bactérias, porque elas são seres de luz, ou melhor, todos os sistemas vivos, constituídos de fluídos vitais, são seres de luz. Todos os sistemas vivos absorvem e emitem biofótons. Todos os sistemas vivos são uno, (um).

     Biofótons são fótons de luz produzidos pelos sistemas vivos. O exemplo que podemos dar de emissões de biofótons, dos sistemas bacterianos que eles vivem simbioticamente com sistemas vivos que vivem nas profundezas de mares e oceanos onde prevalece a total escuridão.

     As competências das bactérias comandam todos os seguintes, processos vitais.

a) Absorção

b) Assimilação (digestão)

c) Respiração

d) Irritabilidade

e) Condutividade

f) Crescimento

g) Excreção

h) Reprodução

      Isto indica que as bactérias, fazem escolha (livre-arbítrio) tem sentimentos Medo e Amor, e isto como herança genética chegou até a raça humana, que precisa se espelhar nas células bacterianas, nossos ancestrais primevos ou as menores unidades funcionais almáticas, cuja inteligência pode nos ensinar muito inclusive a viver em sociedade.

     Elas: Células bacterianas se uniram pelo AMOR para formarem seres mais complexos.

     Comparações feitas entre genomas de procariotos e eucariotos mostram que existem genes verdadeiramente universais, isto é, existem genes que estão presentes em todos os sistemas vivos. Não só existem genes universais, como também, seguimentos Gênicos Universais, isto nos mostra que existe algo antigo que todos os organismos devem possuir.

     Acreditamos convictamente que as bactérias tenham se tornado as primeiras células predadoras e que fizeram o primeiro sexo biológico bacteriano, através da transgenia, onde a bactéria doava gene para outra bactéria. Estes exemplos de sexo biológico. Significa que doar genes é a mesma coisa que doar semes.

     Antes de voltar a falar da correlação entre os sistemas primevos, com a plasticidade morfológica, desde as memórias filogenéticas até os cérebros estudados pela neuroplasticidade morfológica. Vou finalizar dizendo, que Eucariotos, significa células dentro de células e seu surgimento ocorreu a aproximadamente há 1,5 bilhões de anos (células com núcleos e organelas definidas). Foi quando, abriram-se, novas oportunidades evolutivas, transformativas e adaptativas e é de suma importância entender, que o sexo biológico aumentou a adaptação e deu uma maior capacidade de sobrevivência aos sistemas vivos, que cada vez mais, recebiam novas informações do meio ambiente, que ia sendo, apropriada, a manutenção da vida. (Abro um espaço para explicar, trazendo uma nova percepção de que a plasticidade é encontrada nos extremos dos filamentos da memória filogenética, bem como nos extremos dos cromossomos e os Telômeros cerebrais em inteirações com as enzimas que produzem condições para aumentarem a longevidade e a capacidade de extrair do ambiente tudo que é necessário para a manutenção da vida.

      Os saltos quânticos ocorreram até se chegar aos cérebros, surgiu à medida, que algumas células procarióticas, com o passar dos tempos, foram se tornando maiores, ou seja, o suficiente para engolfar células menores, estabelecendo assim o canibalismo em casos extremados de fome, novos saltos quânticos, ocorreram e algumas células começarem a unir as memórias filogenéticas, com saltos maiores ou, taquiônicos de cognição e começaram a engolfar as células menores sem digeri-las, abandonando a pratica de canibalismo e tornarem-se permanentemente integradas no funcionamento de suas células hospedeira, estabeleceu-se assim a simbiose.

      Com essa probabilidade provada, surgiu pela cognição, criar uma cadeia de presas e predadores, ou a criação de uma cadeia permanente chamada de hipersexualidade, uma verdadeira endosimbiose ou simbiogenes formando o que nos chamamos de células eucarióticas, com núcleo e organela citoplasmática envolvida por uma membrana.

      Vejam! As mitocôndrias e os cloroplastos são exemplos dessa endosimbiose.

Saltos e saltos foram dados até o Espírito dar a direção do cérebro para codificar toda a informação sensorial pela intensidade do estímulo e suas propriedades, até chegar do neurônio ao córtex sensorial, para estabelecer as bases psicofísicas da percepção anímica sensorial, e estabelecer um espelho, ou fantasma pela chamada neurociência da mente, dos cérebros e das consciências, tratadas pela neuroplasticidade morfogenética e pela Apometria taquiônica. Esses espelhos ou membros fantasmas são sentidos quando da perda do Membro, por que o Projeto Espiritual é indestrutível, é eterno. Os fluídos vitais almáticos é que morrem e vão para a extinção. Assim sendo a regeneração pode ocorrer perfeitamente, porque o projeto é Espiritual, já existe, e pode ser materializado novamente pelo processo estudado como Plasticidade e Neuroplasticidade morfológica ou pela Apometria Taquiônica, algumas espécie dominam este processo com competência incrível. Exemplo: Salamandras e lagartixas e outros com propriedades anímicas desenvolvidas.

Ir para a parte 5

      Um beijo no coração e um forte abraço, desejando muita Paz a todos.

DILMAR DUTRA – AUTODIDATA E MÉDIUM CIENTÍFICO