“O Advento das Ciências como Totalidades Integradas”.


Imprimir 

 

Postado em 24.10.2012.

Autoria: Dilmar Dutra, Biomédium Autodidata, estudioso de todas as Ciências integrando-as, face crer que uma só ciência isolada, não proporciona uma resposta Universalista, da mesma forma, integrou numa Perfeita Sintonia os Tesouros Sagrados de Fé Humanas, sejam, Religiosos, Espíritas, exotéricos, místicos, etc. incluindo cépticos e materialistas com a Mecânica Quântica e o resultado foi de uma visão Espiritualista em perfeita sintonia com uma visão materialista, em proporções de respeito mutuo.

As Ciências Integradas e em perfeita sintonia com a Espiritualidade Ecumênica, Universalista e Holística. Representa hoje no Planeta, um marco em termos Globais, aonde a noção de Totalidades Integradas, vem dando um salto quântico, num paradigma de comparação com uma Ciência Isolada, por ser a mesma muito reducionista e não representar a Totalidade Integrada. As Ciências Integrais estão contribuindo na formação de opiniões, permitindo que novos paradigmas ocultos, fiquem ao alcance de todos, mostrando uma transparência e facilitando a compreensão nos assuntos considerados de alguma complexidade, como as Ciências Físicas, Químicas, Biológicas e Psíquicas. Em Face, de trazer uma nova compreensão da relação Mente Espiritual não local, ou seja, sem uma localização exata no Metaverso, com os Corpos Materiais locais, contidos nos Multiversos, a partir da Matriz de Vida Celular, numa simbiose perfeita com varias moléculas, estarem inseridas na célula procariótica, pelos códigos genéticos, ou seja, inseridos no único Reino de VIDA ALMÁTICA, criado pelo “DIVINO ESPÍRITO ÚNICO SIMBIÓTICO - DEUS”, através da CÉLULA PROCARIÓTICA, que evoluiu em simbiose, cresceu, engolfou sem digerir incorporando mais e mais memórias filogenéticas dentro de si, numa nova versão adaptativa cocriando as CÉLULAS EUCARIÓTICAS, com os códigos transferidos via fagocitose sem digerir as da própria espécie do grupo selecionado e, pela replicação induzida inteligentemente, via interação com a MENTE PSIQUE ESPÍRITO que através dos códigos de vida dirigidos sem a equivocada aleatoriedade pudesse ocupar o Planeta. (Razão de nossas afirmações de que o Planeta é Microbiano). E esses micróbios interagem entre si o tempo todo, transformando e adaptando tudo, para garantirem a sobrevivência, como a existencial, aonde a noção microbiana é de conexão integrativa e cooperativista, onde a solidariedade social permeia a sobrevivência. Noção que os humanos não possuem com raras exceções, a grande maioria planta querelas, maledicências e confrontos, quando poderiam começar por si amarem, arbitralmente buscarem a paciência, a tolerância à paz como um caminho a adentrar e não como uma condição aleatória. Aleatoriedade só existe na decisão manifestada de contramão do progresso e da expansão de consciência, onde a impossibilidade simbiótica de plasticidade morfogenética e de torção bilógica, possa não existir. Tudo na vida tem plasticidade morfogenética, tudo na vida tem torção biológica, tudo na vida é celular – molecular. Nada é permanente. A Matriz Divina mostra-se impermanente como uma ferramenta de criação da Ordem sobre o Caos. Já imaginaram o Caos Permanente? O que seria da Ordem?

Os humanos pensam que estão desconectados do “meio ambiente” e que são diferentes da sua própria constituição: “celular-molecular”. Imaginando-se que só “eles”, sejam seres espirituais e que suas células não, que sua própria constituição não seja espiritual. Um absurdo dogmatizado e interpretado em cima da letra humana que mata, ao garantirem que a codificação de Kardec é permanente. Tudo na natureza se transforma se adapta e se atualiza, pelas novas informações científicas que ratificam (confirmam) ou retificam (corrigem) o que estão engessadas, petrificadas no conservadorismo estagnado em dogmas de mitomanias humanas fora da realidade da criação e da Matriz Divina que é de complementabilidade sempre. E olhem! O que o próprio Kardec, afirmou com todas as letras: “A macha dos Espíritos é progressista, jamais retrograda”. Nenhum ser vivo está desconectado do meio ambiente. Somos todos totalmente dependentes e conectados a este meio ambiente, que produzem gases atmosféricos com supremacia do oxigênio, alimentos, bem como, toda adaptabilidade e criações que nos ajudam a sobreviver. A Noção de desconexão é elucubrativa, imaginária e mirabolante. Tudo está interagindo entre si, tudo está interconectado dentro das Totalidades Integradas.

Só os humanos, com seus interesses e com um superego potencializado em ganâncias, em discriminação e soberba, imaginam ser algo especial como favorecimento da Criação. Quando na realidade, estamos contribuindo de forma emergente a caminho do topo da Cadeia Alimentar, ou seja, construindo a possibilidade da nossa própria extinção.

Vivemos numa sociedade, onde a violência está presente e enraizada nas consequências dos comportamentos de guerrilhas urbanas e domésticas, onde a sociedade não busca o caminho da pacificação, onde as autoridades, com algumas exceções, só pensam em pancadarias e bombas, para combater um problema de ordem social, educacional e cultural. O chamado BERÇO faz fuga, diante do MEDO E DO PAVOR. Os encarregados dos sustentos das Famílias são obrigados a trabalhar, e seus filhos ficam em casa com familiares ou em creches e enfrentam todas as consequências do cotidiano comum, ou em frente aos aparelhos de TV com seus noticiários que priorizam a violência do dia a dia. Jovens adolescentes na Internet mantendo relações de amizades. Que só “DEUS” sabe com quem. Nada se faz a respeito, os governos são coniventes e suas preocupações estão voltadas para reduzirem ou tirarem direitos adquiridos como conquistas de Aposentados e Pensionistas. O povo se omite nos processos democráticos de eleições e depois amargam suas próprias omissões. As questões morais e disciplinares são relegadas, a segundo plano, os humanos ainda, estão vivendo no Mundo de suas fantasias de suas mitomanias mirabolantes. É hora de despertar deixando, permitindo que suas consciências busquem a liberdade e seus direitos adquiridos ao respeitarem as diferenças de escolhas, tomadas de decisões (livrearbítrio), sem imposições de quaisquer naturezas. Temos direitos a Saneamento Básico; Educação; Saúde e Segurança Pública.

Os Direitos Adquiridos respeitados e pagos, de conformidade com a Lei. Isto é obrigação do Estado. (Governo Federal, Estaduais e Municipais).

As mudanças devem começar pelas Instituições Governamentais Fortalecidas por respeitar direitos do Povo. Bem como, das Instituições Privadas, sejam elas, Espíritas, Religiosas, Espiritualistas, Materialistas, Exotéricas; Místicas; Etc. Governo Político e Socialmente correto. Deve dar o exemplo. O Povo para estar incluído nos programas sociais, jamais excluído deles. O correto deve priorizar políticas sociais em favor do POVO.

A humanidade deve ter ciência de suas obrigações e de seus direitos de liberdade, onde a marcha dos espíritos é progressista. E a dos Governos dirigidos por Seres Espirituais, também.

Vamos respeitar os direitos de todos, por que: “Todos Somos Um” pelo AMOR e, viemos de uma mesma Matriz Divina e Procariótica, então a igualitariedade deve permear nossas ações.

Um forte abraço e beijos de luz, nos corações e cérebros locais e simbióticos, iluminados pela “Mente Psique Espírito”, não local, ou seja, sem uma localização exata no Campo Akáshico do Ambiente apropriado a sobrevivência, do qual somos totalmente dependente.

Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos.