“O BEM E O MAL”

Imprimir

 

Postado em 28.01.2012.

Por Dilmar Dutra – Biomédium autodidata em Ciências Integrais e Espiritualidade Universalista, Ecumênica e Holística em Sintonia Perfeita. Escritor Científico e Espiritual.

Fonte: Mensagens Espirituais.

O mais importante que as crenças religiosas; exotéricas; místicas ou materialistas; é a fé no que se acredita, o respeito às diferenças, com a plenitude de consciência espiritual e do “Amor Cristíco” e “Cósmico”, bem como, da igualdade entre os sistemas vivos criados por “DEUS “DIVINO ESPIRITO ÚNICO SUPREMO” gerador de consciências medidas em grau para cada espécie da diversidade Planetária, com capacidade interativa e cognitiva de perceber a Unidade do “EU MENTE PSIQUE ESPIRITO” com liberdade para conhecer a verdade. Conheça a verdade e a verdade vos libertará – JESUS CRISTO- um ícone de referencia Divino para os Cristãos, assim como todos os iluminados das culturas humanas como Buda, Maomé, e muitos outros, espíritas, espiritualistas e todos esses lideres espirituais que buscaram a paz como o caminho porque entendiam que o “DEUS EM MIM ESTÁ EM RECONHECER O DEUS NO OUTRO”. Sejam semelhantes ou não.

O mais importante na vida como um TODO é diante dos conflitos, buscarem o autoconhecimento, é aplicar em si o respeito às diferenças arbitrais e suas escolhas de foro íntimos e pessoais.

Vejo! Justamente em pleno século XXI, uma manifestação generalizada de implosões e explosões da humanidade, participando desses conflitos que buscam o poder, a ganância, que resultam em discórdias, falácias, maledicências distantes de DEUS CRIADOR, numa disputa de auto-afirmarão de seus interesses longe do respeito à própria fé, que deveria se manifestar de forma multidimensional, Universalista, Ecumênica e Holística. Questões dogmáticas podem levar os humanos aos caminhos reducionistas, egoístas e engessados em doutrinas criadas pelos seres humanos, longe do Amor e perto do Medo sem compreender que o medo é um aliado do amor para fazer na cadeia almática de presas e predadores, o controle e equilíbrio ecológico e biológico, onde a presa devem fugir do predador, entre o período de nascimento, vida e morte.

A orientação e a inteiração do Espírito Eterno que não nasce não vivem, não morre, e não vai para a extinção. Indica o caminho da paz, onde tudo é DEUS e DEUS é TUDO, numa relação transparente e relativa entre o Criador e Criaturas e relatar o dinamismo no METAVERSO TAQUIÔNICOS e seus MULTIVERSOS QUANTICOS, evolutivos e expansionistas contidos no GRANDE PENSAMENTO DIVINO.

O DEUS verdadeiro é aquele que se manifesta em mim e o faz reconhecer o DEUS no outro.

O DEUS verdadeiro não pode ser visto como o Senhor dos exércitos onde sua ira, irá punir, onde busca a conversão para aumentar seus contribuintes.

DEUS é AMOR, você não pode vê-lo ou tocá-lo, pode apenas senti-lo de forma íntima e pessoal e cada um pode sim. Descrevê-lo como o sente. Estudos recentes mostram que, cada vez mais pessoas maduras tendem a adaptar-se diante das informações compreendidas e atualizadas, buscam adaptar-se com as habilidades necessárias para tomar decisões e resolver seus problemas sob uma condição holística e mental, por terem uma visão ampla das situações diversas vivenciadas., respaldadas pelas manifestações de AMOR.

Um forte abraço e beijos no coração.

Dilmar Dutra e Marlene Daltro, parceiros nos estudos livres e sócios no site. www.dilmardutra.com.br Visite também o site www.joseeduardoMattos.com.br