“O CUSTO BENEFÍCIO DA CRITICA”


Imprimir

 

Postado em 17.08.2012.

Por: Dilmar Dutra, Biomédium Autodidata em Ciências Integrais e em Espiritualidade Ecumênica, Universalista e Holística. Escritor Espiritual e Cientifico um Facilitador e Complementador a Serviço da Vida.

Acredito que todos os tipos de Criticas, trazem no seu bojo ao longo do percurso de procedimentos, comportamentos e atitudes, aonde um enorme quantitativos de motivos variados que nos conduzem a vivenciar conflitos e confrontos com aceitações e não aceitações, de ideias corretas ou incorretas, ciúmes, choques de interesses, ou ainda, diante de dogmas, mitomanias e do próprio ceticismo, me fez acreditar, que em todas as demais áreas sociais, espirituais, científicas, religiosas, místicas e exotéricas e materialistas, podem também, perfeitamente administrar esses valores, com a visão do “Custo Benefício”, que as criticas podem nos proporcionar, ao observarmos a Critica e o Critico, levando-se em conta, o grau de consciência de ambas, bem como, do eu criticado, diante principalmente da ideia incorreta que mostrou-se consagrada por erro de interpretação, completamente equivocada, ou ainda, quase correta, necessitando de atualizações.

As Ciências Integrais em perfeita sintonia com a Espiritualidade Ecumênica, Universalista e Holística, mostrou-me como uma diversidade grande de erros e equívocos, podem nos levar aos acertos que se manifestaram em enganos produtivos, que esbarraram diante das consistências e das inconsistências, para sua ratificação (confirmação) ou retificação (correção, ou atualização) como complementação cuja característica comprove sua elucidação, transformação e atualização, por estudos e pesquisas que conduzem a expansão de consciência, por sua sustentabilidade lógica, racional e pertinente. Esses erros nos proporcionaram tirar um custo benefício grandioso, pois seus questionamentos e criticas, nos conduziu a um denominador comum, para aproximação da verdade, ou pelo menos parte dela. Tenho absoluta certeza que estaríamos muito pior sem esses erros e equívocos que muitas vezes nos mostram apenas parte da verdade numa visão reducionista. Daí a importância da Espiritualidade Ecumênica, Universalista e Holística, que via Mediunidade nos revelam novos caminhos, apresentando novos paradigmas.

Pergunta: Qual é na verdade. O motivo desta matéria?

Resposta: É de dar o meu testemunho, de como a noção do Custo Benefício da Critica, me conduziu a reforma intima e pessoal, onde usei as criticas para uma profunda reflexão, separei o joio do trigo, me alimentei do trigo e depositei o “Joio num no Meio Ambiente Inóspito imaginário”, para que os micróbios por abstração, pudessem transforma-lo e adapta-lo, como fizeram ao longo de toda Jornada da Vida neste Orbe criando um ambiente favorável a sobrevivência. Ou seja, usei o benefício da adaptabilidade e da complementabilidade, num espaço demarcado como “Campo de Paz” para no exercício neutro do AMOR e do RESPEITO ÀS DIFERÊNÇAS, pudesse eu, por escolha e tomada de decisão, adotar o comportamento e as atitudes que me conduzam a noção DE TODOS SOMOS UM, e ver no outro, a minha própria continuação em termos críticos e usar a Critica como Autocorreção.

Espero com isso, mostrar que a autocorreção e a autoespiritualização esta ao alcance de TODOS e que se quisermos, podemos por tomada de decisão intima fazer a escolha arbitral e não assumir compromissos com erros ou com equívocos. Basta querer, comesse por AMAR-SE.

Um forte abraço e beijos nos corações iluminados pela “MENTE PSIQUE ESPÍRITO”, OU “O TODO”.

Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos, minha amada companheira, hoje meus olhos e minhas mãos, para levar nossas matérias contendo informações atualizadas a todos gratuitamente.