“O ELO dos Seres Vivos com DEUS é o mesmo e único chamado de AMOR”.


Imprimir 

Postado em 17.11.2012.

Autor: Dilmar Dutra – Biomédium Autodidata em Ciências Integrais e Espiritualidade Ecumênica, Universalista e Holística. – Escritor Científico e Espiritual a serviço da Transdisciplinaridade, buscando a verdade e facilitando sua compreensão afirma:

Ter o maior cuidado no aspecto científico em perfeita sintonia com a Espiritualidade Ecumênica Universalista e Holística, compreendendo que dogmas e mitomanias humanas necessitam urgentemente de adaptações e complementações pela verdade que liberta o ser dos equívocos, das correntes que o aprisionam, por fatores reducionistas e permanentes, diante da ferramenta Divina que é impermanência da vida como um todo, para estabelecer a torção biológica e a plasticidade morfogenética, possibilitando uma condição de impermanência para vida, na condição única Celular, numa simbiose cósmica com as moléculas - (almas, no singular ou “unicelulares” ou almas no plural, ou coletivas, chamadas de “multicelulares), para que tenha uma sustentabilidade na transformação e adaptação, diante do meio ambiente inóspito, e transforma-lo em favorável, conduzido-a pela tomada de decisão e escolha, que chamamos de decisão arbitral, que a conduz pela Consciência Espiritual, sob interação do Campo Espiritual não local, sem peso e massa, numa condição holográfica, interagindo com a vida corporificada, com peso e massa local, codificada para evoluir e dar origem a todas as demais espécies da Diversidade Planetária, já trazendo um tipo de “Consciência Espiritual”, medida por GRAU, passando a se alimentar de proteínas e informações, saciando a sede pelas moléculas de água, e se reproduzindo nesse útero quântico, existentes no Planeta, como um Campo Morfogenético, necessitando interagir por cognição com essa “Consciência Espiritual”, fracionada em partículas veladas, sob cognição (aquisição de conhecimento), via tipos diferentes de alimentação e nutrição, por uma lógica que transcende do Campo, disciplinarmente e de bom senso com o corpo, em solidariedade e partilha, se ajudando mutuamente, sem exclusões e com muitas inclusões, num processo microbiano, onde não existe discriminações, julgamentos, condenações, difamações e maledicências, num paradigma de vida celular, com a noção de transdisciplinaridade microbiana natural espontânea, aonde o respeito é uma regra, também, codificada por uma dieta Divina, diante do fator Almático de Presas e Predadores, que impede confrontos e estabelece por solidariedade e compreensão, uma relação entre vida e morte, via alimentação, que têm um código (velado) oculto na existência e transparente na essência (revelada), quando se junta as palavras “vidamorte” encontramos o ELO AMOR. Que pode estaqbelecer conflitos, sem os levar, pela simbiose para estabelecer o confronto.
Diferente das demais espécies animais, da qual os Seres humanos fazem parte e que não compreendem ainda, sua própria constituição, oculta de muitos, por dogmas e mitomanias (mitopoeses), carregadas de egos e superegos, de querelas, desrespeitos, confrontos, maledicências, julgamentos, condenações, e injuriosas, dolosas e culposas, na direção de contestações precipitadas e cegas, sem antes fazer uma verificação para ver se procede a comprovação, que surgem como novas informações, na contra-mão de suas imaginações mirabolantementes, com medo de ameaçar o paradigma consagrado equivocadamente, de propostas permanentes, engessadas no conservadorismo da letra humana que mata, de textos considerados imexíveis e que não foram escritos, na essência Espiritual nem por DEUS. Sigla que também, tem um código inserido, nas suas criações, que também, se revela na existência pelo idioma verbal da língua Portuguesa, justamente pela riqueza verbal e de pronomes, que se abandonarmos a letra “D”, inicial da sigla “DEUS”, que significa “Diversidade”, teremos a palavra no plural “EUS”, se abandonarmos a letra final “S”, que significa Singularidade, restará o verbo “EU”, onde o “E”, significa Espécies e o “U”, significa Unicelularidade, como código, cuja leitura pelos humanos, ainda é, em sua grande maioria ignorada, quanto ao tempo verbal do pronome “EU”, no idioma Português, tem a mesma fidelidade, do idioma que original a sigla “DEUS” que era o NAACAL, falado na antiga Atlântida, o Continente perdido. Devido também, a sua riqueza verbal, que define pelo código Divino a partícula de “DEUS”, isolada pelo Colisor de Partículas LHC e descoberta por PETER HIGGS, que a denominou de uma partícula, ou uma fragmentação holográfica (sem peso e massa), do “TODO DEUS”, que interage com todos os sistemas vivos criados e contidos dentro de si, como um “Campo de Criação”, que Influencía sob Memorizacão Akáshica, que chamamos de “Mente Psique Espírito” fragmentados também, em Consciências Espirituais Holográficas, sem peso e massa, e sem uma localização exata, no Campo Akáshico, ou ainda, chamado de não local, que interage com os corpos almáticos (celulares moleculares) locais da existência manifestada em vida, condição de espécies, que se alimentam da morte, que é uma condição de alimento pronto para ser digerido, e em seu estado impermanente, codificado para transformação e adaptação como alimento, fertilizante e adubo na excreção, processo único, que também, interage a VIDA (entrando e saindo). que se manifesta de forma pré-estabelecida, digirida ou induzida, pelo código Bóson, que posta peso e massa e corpo, em todas as corporificações da existência, em diferentes estágios e grau de “Consciências”, inseridos nos códigos, chamados de Sólidos Platônicos ou sólidos Geométricos, como você prefira chamar. Podendo, também, rotulá-los de tijolos dos Multiversos, contidos no METAVERSO MENTAL. A escolha entre o AMOR e o MEDO, sempre será sua, e nos sempre as respeitaremos.

De nossa parte, jamais sugerimos em momento algum, que não façam a verificação de nossas afirmações, que possam estar sob questionamentos. Sempre iremos facilitar e tentar compreender, com uma respeitabilidade imparcial, mas numa linguagem mista, entre as cientificas consideradas complexas e as coloquiais simples, para uma familiarização, mostrando existir um paradigma de fidelidade entre ambas, e ao mesmo tempo, dar a conhecer os termos científicos, que não mudam a relação, mudam apenas as rotulações equivocadas, da relação espírito e matéria, apenas adaptando e complementando, os equívocos linguísticos “épicos”, (de épocas passadas), de um entendimento reducionista, para um entendimento cósmico, sejam das manifestações intelectuais e culturais diferentes, ou não. Sempre terão de nós, o maior respeito, face sabermos que a mente não local fragmentada em partículas, é estabelecida por códigos de interação do Criador com suas Criaturas. E é a mesma, que faz os registros akáshicos da não localidade, com as corporificações almáticas locais, que se alimentam e alimentam a vida, pelo nascimento, transpõem a vida, se alimentando e excretando, sem perder os códigos de fertilizantes e adubos, perpetuando-se por um ciclo como alimento na morte, para dar sobrevivência as outras espécies, do sistema único celular.

Tudo isso, mais as informações holográficas, na interação com os fragmentos manifestados nas unidades atômicas corporificadas e vivificadas, têm na partícula fragmentada uma parte do “TODO MENTE PSIQUE ESPIRITO” denominada de “ CONSCIÊNCIA ESPIRITUAL”, e rotulada de ESPIRITO.

A relação do espírito com a matéria é verdadeira, a rotulação humana, é que é. Equivocada. A relação é de interação ou alimentação.

A relação Mente Espiritual holográfica e não local, ou seja, interage e alimenta num processo de ingestão e excreção, para manter a integridade da criação corporificada como vida, numa condição inteligente e projetada, para justamente para interagir do Campo Espiritual sem peso e massa,com um limite para que o Campo, com sua Grandeza, não exploda a Pequenez do corpo, ou da corporificação fisicobioquimica, onde o limite da membrana (pele) tenha na impermanência da existência uma condição de torção biológica e de flexibilidades permitidas pela Plasticidade morfogenéticas da impermanência. Exemplos: no cotidiano da vida, observamos uma bexiga de aniversário, se nós tentarmos colocar mais ar do que o seu limite permita, ela irá explodir. A mesma relação, num paradigma de comparação, ocorrerá com o Corpo Biológico, face, a membrana ter limite estabelecido pela Física Quântica, num processo regulatório de ingestão e expurgo.

A Física Quântica nos mostra o Espírito cultivado como um Campo, representado pelo “Campo Morfogenético e de Influência”, que contem dentro de si todos os corpos da Criação Divina.

Então! Não é o Campo que esta dentro do corpo.

São os corpos que estão contidos nos Campos e os corpos são totalmente dependentes desses Campos.

Existem verdades nas escrituras sagradas, que são incontestáveis.

Exemplo: O espírito de “Deus” cria suas almas viventes que nascem vivem e morrem.

O espírito não nasce não vive e não morre. O espírito é holográfico e Eterno.

A chamada Imortalidade de Almas é um equivoco e na contra mão da impermanência adaptável Divina.

Já imaginaram o CAOS permanente. O que seria da ORDEM.

Imortalidade da alma, de células e moléculas, do inorgânico e do orgânico.

Seria igual à imortalidade do alimento que não poderfia ser digerido pelo alimentado.

A vida não poderia existir, em face da sobrevivência ser impermanente pela morte, como alimento que não poderia ser digerido.

Quando esse código na espécie da diversidade e desativado, outro é ativado o código da extinção, como ferramenta almática, para ir para a insubsistência, pela cadeia de presas e predadores, esses personagens da vida, iriam para a insubsistência e a matéria radiante não poderia se transformar em energia condensante constante e a partícula do Criador não poria peso e massa, para a existência vital.

O sistema DEUS se fragmenta pela mente holográfica sem peso e massa, em consciências espirituais, para na expansão e evolução, estar presente no TODO sem uma localização exata, mais interagindo na vida, via alimentação, saciação, cognição consciencial, para se nutrir da informação, com dispositivos codificados de livre-arbítrio, com tomada de decisão e escolha conduzindo-os a liberdade pela verdade.

Almáticamente você é o que você come.

Espiritualmente você é o que você pensa.

Religiosos se alimentam de dogmas e imaginam que o elo das criaturas com Deus são suas doutrinas.

Maria Madalena de Betânia, esposa de JESUS, em seu evangelho chamado de apócrifo, afirma que o ELO de união entre os seres vivos é único. E se chama “AMOR”, manifestado pelo Criador em todas as suas Criaturas, contidas dentro de si.

Espiritualidade e Ciências Integrais, andam juntas, como trilhos que transportam os vagões de proteínas nas células e moléculas, com peso e massa e as informações holográficas, pela partícula da Mente fragmentada numa solidariedade Divina codificada pela Transdisciplinaridade com o destino da conquista da Liberdade pela VERDADE, com a Consciência Espiritual, que vai da complementabilidade a respeitabilidade, sempre incluindo, jamais excluindo.

Por falar em exclusões, assustei-me com o Noticiário Internacional, onde o Governo dos Estados Unidos enfrenta, talvez o seu maior desafio, o grande numero de Religiosos se elegendo para ocuparem cargos eletivos, ameaçam com Leis, que ferem alguns princípios da Transdisciplinaridade como ferramenta Divina, numa alusão mirabolante, imaginando que as Ciências Integrais, sejam uma ameaça as Escrituras Humanas, rotuladas de Sagradas. Um absurdo sem limites, isso não pode ser verdade, eu me recuso a acreditar nessas notícias, na contra mão, de tudo que levou os Estados Unidos da America do Norte a conquistar um Status de Maior Nação do Planeta, em níveis de tecnologia de ponta, onde as pesquisas cientificas, que pela Mecânica Quântica, obteve conquistas notáveis e práticas para a vida confortável daquele povom, e de outros, que se beneficiaram com as teorias evolucionistas da Ciências Integrais, que garantiu aos Estados Unidos o Status a condição de Potência.

Minha preocupação aumenta aqui no Brasil. Devido a Influência que os Estados Unidos, exercem sobre o nosso Povo, com algumas exceções. Face, ser grande o movimento criacionista e religioso, que faz leitura em cima da letra humana que mata, permanente e imexível, que deturpa os tesouros textuais sagrados, que vão ocupando espaços cada vez maiores, num crescimento vegetativo, onde os espaços do noticiário de rádios e Tvs acorrentam seus seguidores, alegando equivocadamente que o ELO dos Humanos, (condição reducionistas e egoística) é de suas Doutrinas, que propõem fazer a ligação com “DEUS” numa leitura reducionista a luz da vela, com sua pequenez dogmática, na contramão do verdadeiro ELO DIVINO, que é o AMOR inseridos em todas as suas Criaturas pela Grandiosa Luz Cósmica de sua Criação maravilhosa.

Os Aspectos religiosos, hoje venceram muitos de seus dogmas, e foi no passado e é ainda hoje, no presente, um caminho, uma herança de nossos ancestrais e por isso, deve ser respeitado porque era e é ainda hoje como disse, o que nós tínhamos, e teve e ainda, têm, o seu ciclo de vida.

A Transdisciplinaridade Divina, do Maior de Todos os Cientistas, Criador de todas as Ciências, ser negado por um obscurantismo reducionista de exclusões equivocadas, na contra mão do DEUS AMOR, que liberta os Seres Vivos pela VERDADE precisa ser restabelecida. E onde o AMOR é o único ELO, que pode fazer o Ecumenismo das Civilizações Planetárias. A Cadeia Almática de presas e predadores locais, de vida e morte, segue os códigos criados pelo Espírito Único de Poder Infinito – Sistema “DEUS” visto no corpo desta matéria como um Campo Inteligente Criador de Todas as Coisas, inclusive das CIÊNCIAS INTEGRAIS, como suas ferramentas de criações, usando-as todas pela sua relação com elas, aonde o ELO é um só, e está inserido, sob forma fragmentada em todos os sistemas vivos e não vivos que como o AMOR, todo resto são puros Dogmas e Mitomanias Humanas.

O resultado deste obscurantismo criacionista, já está produzindo efeitos ainda em termos de propostas, como por exemplo: Eliminar disciplinas Universitárias como Biologia e Geologia, das Universidades dos Estados Unidos. Possibilidade, que me recuso a admitir pelo seus efeitos nefastos na contra mão do próprio DEUS, interpretado de forma reducionista e equivocada.

No Brasil ainda é pior, face ter a potencialidade do Egão, do assistencialismo corrupto, dos Poderes constituídos permissíveis e morosos, emperradas por uma burocracia demagógica da Lei de Gerson, onde só se pensa, em levar vantagens em tudo. A maior agressão dos políticos Brasileiros e contra sua própria Gente, os Aposentados e pensionistas, tentado achatar seus salários e retirar e apropriar-se indebitamente de suas conquistas como Direitos Adquiridos. Abrindo um sério precedente de desconfiança aos investidores Estrangeiros que podem diante disso retirar seus capitais numa fuga pertinente pelas elucubrativas decisões de uma maioria de Congressistas cujo objetivo não têm o perfil da Transdisciplinaridade Que DEUS nos proteja desses equívocos dolosos de um seguimento Político de Brasileiros, que vivem sem respeitar as diferenças e nossos Direitos Adquiridos como conquista.

Graças a “DEUS”! A Justiça Divina, se faz presente no BRASIL ao conduzir o Ministro JOAQUIM BARBOSA a Presidência do Supremo Tribunal Federal. As esperanças se renovam para termos um Pais que honra seus Filhos e respeitam-se as suas conquistas. Um Pais, só pode ser Grande, quando seu POVO cresce junto com ELE. O Exemplo Divino conduz tudo para as inclusões jamais para exclusões.

Faço um apelo as Autoridades Brasileiras.

Para os conquistadores de Direitos Adquiridos e Legalizados. A LEI.

Para os que desrespeitam a Lei e as descumprem. O RIGOR DA LEI.

Tenho certeza que DEUS está Vendo, e as pessoas de bem também.

Um afetuoso abraço e beijos de luz nos corações e cérebros simbióticos locais iluminados pela Mente Psique Espírito Eterno, sem uma localização exata no TODO.

Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos.