“O ESTADO DE DIREITO E O PODER DO SEU VOTO”


Imprimir 

 

Postado em 28 de setembro de 2012.

Por: Dilmar Dutra, Biomédium Autodidata em Ciências Integrais e em Espiritualidade Ecumênica, Universalista e Holística. Escritor Espiritual e Cientifico um Facilitador e Complementador a Serviço da Vida.

Autores: Diversos Espíritos nos afirmam categoricamente, que não devemos nos omitir do Processo Político, ele foi criado e construído para garantir o Estado de Direito das Civilizações Humanas. É preciso que saiamos dos discursos críticos e passemos a atuar no exercício do voto, como instrumento democrático e conquista do Direito de Escolha. Na verdade o Poder do Voto é o que decide quem irá representá-lo de fato no processo político. O Espírito “Imhotep” nos diz: Os Poderes Constituídos pela ORDEM: Judiciário para garantir os Direitos Adquiridos de forma soberana e fazer valer a justiça e o cumprimento das LEIS. A Lei é para todos e o rigor das Leis é para quem as descumprem. Cabe ao Legislativo elaborar e aprovar as Leis, como instrumento Legal e Fiscalizador do Poder Executivo, que por sua vez, cabe executar de forma fiel o seu cumprimento e propor medidas em benefício da governabilidade, Sancionando-as pela corresponsabilidade, devido ser o principal ordenador das despesas, que sob supervisão e orientação do Ministério Publico e finalmente dos Tribunais de Contas devem referendar (confirmar) ou não, se as contas dos Poderes, se encontram em condições de serem aprovadas, com pareceres prévios e técnicos, para que a parte fiscalizadora do Poder Legislativo, possa referendar, legitimar, ou não, a aprovação das Contas dos Setores Públicos. Mas isto tudo, distribuem responsabilidades do sistema para garantir a execução das Leis.

No Brasil existe um seguimento de eleitores que ainda, não possui esta consciência, no exercício do seu direito sagrado de escolha e se deixa influenciar por promessas, ou vendas das suas escolhas pelo voto, (pratica ilegal e inconstitucional), é preciso que alertemos principalmente aos eleitores que aceitam esse tipo de corrupção. (Fico pasmo, quando vejo que a adoção dos termos corrupção passiva ou ativa, na busca de atenuar o fato de aumentar ou diminuir a responsabilidade da corrupção). Corrupção é sempre corrupção e a penalidade só pode ser uma, diante do rigor das Leis.

E para dar um basta nisso tudo, devemos ao invés de criticar os candidatos concorrendo ou eleitos e ficarmos amarelados pelo resto da vida, vamos ficar vermelho no dia da eleição e mostrar que chegou a hora de nos unirmos pacificamente e democraticamente usando do nosso direito e conquista silenciosamente, comparecendo nas urnas e secretamente fazermos a nossa escolha, votando somente em fichas limpas e naqueles candidatos que tenham compromissos com a legalidade atuando na defesa dos interreses do Povão que vem sendo vitima de forasteiros investidos em cargos públicos, tentando burlar as LEIS e se achando o máximo com seus pareceres inconstitucionais com objetivos de tirar os direitos adquiridos conquistados e ratificados (confirmados) pelas Leis. (Hoje no Brasil são vitimas desses forasteiros, que assessorando os Ordenadores de Despesas, induzindo-os a desrespeitarem as LEIS EM VIGOR, tentando prejudicar INATIVOS CIVIS E MILITARES, APOSENTADOS E PENSIONISTAS, propondo tirar suas conquistas e seus Direitos Adquiridos). Vamos silenciosamente pelo voto secreto como direito democrático nosso, garantir o restabelecimento da Ordem e escolher pela nossa consciência os candidatos que tenham o perfil de dignidade de justiça e de respeito por esses idosos que hoje são a grande maioria com vivencias e experiências suficientes, para não se deixar enganar mais uma vez, por candidatos que só o conhecem, nas épocas de eleições, ou aqueles que de alguma forma compram o seu voto.

Na verdade transferimos nossas responsabilidades das ultimas eleições, para o PODER JUDICIÁRIO, que hoje atua nas punições desses espertos formadores de quadrilhas e corruptos no PODER. Somos nós os corresponsáveis por estas situações, porque foi com o nosso voto que essas pessoas chegaram onde chegaram.

A Espiritualidade nos diz que fazemos parte de uma sociedade que irá colher sempre, os frutos das sementes que plantarmos. E que jamais, plantando joio, iremos colher trigo.

Para colher trigo é preciso plantar trigo. Idosos Brasileiros, vamos comparecer em massa as Urnas e fazer valer o poder do nosso voto. Vamos ficar vermelho no dia a eleição para que não fiquemos amarelos o resto de nossas vidas. E depois vamos cobrar o RIGOR DA LEI para todos esses que as descumprem. É hora da virada. Vamos virar esse jogo, nos podemos, você pode a escolha sempre será sua. Sendo você Espiritualista, Espírita, religioso, exotérico, místico ou ateu, etc. Não importa, Todos Somos Um. E o AMOR é o único ELO que pode fazer o Ecumenismo das Civilizações Planetárias. Vamos fazer a nossa parte, neste processo político em silêncio, conflitados, mais jamais em confronto. Não existe um caminho para a PAZ. A PAZ é que é o caminho.

Um forte abraço e beijos de luz nos corações iluminados pela Mente Psique Espírito não local, ou seja, sem uma localização exata no Campo de Influência.

Dilmar Dutra e Marlene Chaves Daltro Santos. Querem saber do nosso perfil, visitem nosso site www.dilmardutra.com.br