“O PLANETA E OS ESPÍRITOS”


Imprimir 

Postado em 07.12.2011.

Autoria: A consciência Espiritual que interagiu com o Ser Humano Almático, rotulado com o nome cível de “IMHOTEP” que foi Sumo Sacerdote e Criador da Escola de Mistérios Espirituais denominada de O Olho de Horus, ou seja, uma simbologia que pudesse ser identificada sempre no futuro como o falcão que tudo vê, por ser considerado no Egito o animal que dispunha da melhor visão e ser capaz do alto, identificar sua preza na Cadeia Almática de Predadores, onde todos comem todos e todos se alimentam de todos, dando seqüência a uma série de informações atualizadas que virão a substituir as informações desatualizadas para aplicações, execuções e nutrições.

Receptando essas informações: Está a consciência Espiritual que interage desse Campo Maior sem uma localização exata no Meio Ambiente supracitado, com a consciência que interage com o Biomédium Dilmar Dutra que está autodidata em Ciências Integrais em perfeita sintonia com a Espiritualidade Ecumênica e Universalista na qualidade de Escritor Científico e Espiritual que comunica a Revelação, Relatando e Escrevendo para a Humanidade, numa proposta de não sonegar informações.

Imhotep nos revela que o maior equivoco Espiritual, está na afirmação de que os Espíritos visitam o Planeta Terra, somente para missões construtivas trazidas para os humanos.

Uma visão reducionista, pretensiosa e egoística. Imhotep afirma que uma parte da humanidade, ainda não percebeu o que significa a sigla “DEUS” que era uma terminologia do dialeto Naacal, uma espécie de língua falada na Antiga Atlântida, chamada de continente perdido. Imhotep traduz a sigla “DEUS” adaptando-a ao Português falado no Brasil, devido sua proximidade lingüística adaptativa como língua universalista que recebe elementos de todas as línguas adaptativas. “DEUS” na condição horizontal significa DIVINO ESPÍRITO ÚNICO SUPREMO.

E na condição Vertical, esclarece o sistema e suas possibilidades e probabilidades de Existência Eterna e de perpetuação de Almas e Almas-Grupo pelo nascimento, vida, morte e extinção como segue abaixo:

D _ Divino – Diversidade, Direito, Deveres etc.

E _ Eterno – Espírito, Espécie, Energia etc.

U _ Universo, Unicelularidade, Universalismo, Único etc.

S _ Singularidade, Simbiose, Sociedade, Saciedade etc.

Vejam tudo dentro de uma lógica pertinente e congruente, e que foi deturpada pela humanidade de acordo com interesses e a bel prazer daqueles que buscaram e buscam até hoje o poder, para conduzir os humanos através da exploração da FÉ, DE CRENÇAS, DE EXOTERISMOS E MISTICISMOS fora da realidade do maior de todos os Cientistas, ou seja, do Criador de Todas as Ciências, para que possa juntas e integradas, dar as respostas em substituições aos Dogmas, e a Fanatismos humanos, consagrados como se verdade fosse congelando, engessando, petrificando informações desatualizadas e defasadas e ignorando as informações atualizadas e científicas que confrontam essas elucubrações humanas.

Achar que só os humanos são seres espirituais é desconhecer a própria constituição dos Seres Humanos, demonstrando o total despreparo numa pretensão de conduzir a humanidade por instituições que pregam a FÉ de modo CEGA. A FÉ deve ser RACIOCINADA EVOLUTIVA E EXPANSIONISTA. O fato de sustentar um discurso no sentido de pregar a fé raciocinada não significa que na prática estaremos fidedignamente fazendo isto. A interpretação em cima da letra humana que mata com certeza nos levará a erros e equívocos, e isto pode piorar muito, à medida que não tenhamos a humildade de buscar a verdade fora de Pentateucos, bulas, escrituras, codificações, escritas há milhares de anos e que precisam passar urgentemente por correções e adaptações das Ciências Integrais em perfeita sintonia com a Espiritualidade Ecumênica e Universalista.

Imhotep nos assegura que não há como parar as Ciências Integrais e a Espiritualidade Universalista, numa visão holística do Campo Unificado, e que o destino das ilações e convicções equivocadas, materialistas e reducionistas, bem como, das crenças, engessadas e petrificadas em cima dos chamados Tesouros Textuais de Fé. Consagrados pelas sociedades humanas, que deverão adotar como base necessária a sua própria sobrevivência, uma postura de adaptação constante, conduzidas pelas informações atualizadas e excretarem as informações desatualizadas, para continuarem como instituições a serviço da humanidade.

Imhotep foi mais longe ainda, ao afirmar que Doutrinas Humanas deturpam equivocadamente a causa primária do grande Pensamento do “EU MENTE PSIQUE ESPIRITO” ou o CAMPO TAQUIÔNICO DO TODO, citado por algumas sociedades humanas como “CAMPO AKÁSHICO” ou “CAMPO DO TODO”, aonde todos os corpos criados carregam códigos para induzi-los as transformações, adaptações, replicações combinações e recombinações, código genético este, relativo para cada “Espécie” da “Diversidade Espiritual e Energética”, a partir da unicelularidade procariótica e eucariótica para estabelecer a multicelularidade secundária, dirigida pelos códigos RNA, e DNA criados por “DEUS” para experienciarem a vida, a morte e a extinção, sob influências diversas, aonde o Espírito na qualidade de Campo Inteligente de Informação Equilíbrio e Harmonia, mostra-nos que cada nova informação que se traduz em conhecimento gera uma reforma do Espírito em cada nível da vida para que dirija os corpos locais, contidos dentro de seus pensamentos, pelo sistema perfeito da Cadeia Multidimensional de Presas e Predadores, onde todos comem todos e todos se alimentam de todos.

Esse Campo Espiritual é eterno, ou seja, existia, existe e existirá sempre na eternidade, não nasce não vive, não morre, e não vai para a extinção. Não é molecular nem celular, apenas os cria como fórmulas perpetuadas de nutrição almáticas, por nascimento e morte, na desativação dos códigos da cadeia almática, os leva para a extinção, numa substituição e mutação do sistema hibrido simples para os sistemas mais complexos, chamados hoje de complexificação (termo usado por Cosmólogos do Século XX, que usaram o termo e é usado até hoje, com muita freqüência para mostrar que o Universo vai se reinventando continuamente com novas formas de organização de energias, cada vez mais sofisticadas, ricas em autonomias e em informações. O casamento entre a evolução e a complexidade gerou esta palavra chave da nova cosmologia “complexificação”, mostrando que a informação é anterior a energia. Somente a MENTE PERFEITA DO CRIADOR E AS MENTES SADIAS DE SUAS CRIATURAS, podem criar autoorganizar e dirigir os Corpos Almáticos Viventes). E os Espíritos fazem isso através dos biofótons em forma de pacotes de ondas de valores informacionais que se manifestam em moléculas informativas em consórcios com as células já materializadas para estabelecerem as reações bioquímicas e substituírem as células e moléculas defeituosas por células e moléculas sadias.

Estas informações não foram conhecidas em sua contemporaneidade e ainda hoje, é desconhecida da grande maioria de humanos, e estão sendo deturpadas por desconhecimento, ou buscando nos dogmas há séculos por leigos e pessoas desinformadas, ou que se baseiam numa ciência isolada e reducionista, ou em escrituras, bulas, pentateucos, recheados de informações engessadas e petrificadas por sentenças estabelecidas por humanos.

Alguns conservadores engessados tentam desesperadamente se sustentarem com deturpações e interpretações equivocadas, “afirmando que alguns Cientistas Espiritualistas afirmam que os Espíritos são portadores de maus pensamentos, ou com pensamentos menos nobres, e que esses pensamentos, não são das pessoas que os pensam, e que devem estar sob forte obssediação” e deturpam o que não compreendem, imaginando a seguinte hipótese, “se isto fosse assim, não haveria necessidade de uma reforma humana”. Pensamentos desta ordem são de uma pequenez reducionista sem precedentes, mostrando o quanto os seres humanos estão cheios de mitomanias ao sugerir idéias de Obsessores Espirituais, incorporando-se em Seres Humanos.

Já é hora neste século XXI de acordarmos para a realidade holística com pensamentos livres de doutrinas engessadas e dogmas humanos.Se estas citadas incorporações pudessem existir, todos os Seres sob tais possibilidades já teriam explodidos no ato da chamada incorporação.

A função do Campo Espiritual manifestada no EU MENTE PSIQUE ESPÍRITO é justamente interagir com suas criações dentro do Campo de Influencia, para corrigir a partir da célula molecular almática defeituosa, substituindo-a por uma célula sadia, e trazê-la para o “meio” dos extremos opostos caóticos, ou seja, para o Campo Taquiônico de Ordem, neutro e manifestado como o sentimento Amor por si mesmo, para obterem o equilíbrio e a harmonia, numa materialização de autocorreção dirigida pelo Espírito Eterno interagindo devidamente no Campo de Influencia que fornece toda matéria prima orgânica e inorgânica do meio ambiente apropriado que na verdade é um grande laboratório Divino, onde ocorrem os grandes experimentos de adaptações dos seres vivos oriundos de uma única matriz adaptados e mistos em todos os corpos complexos viventes, como parte integrante do Planeta Espiritual e material. É preciso compreender que somos mais meio ambientes do que genômicos, e somos uma espécie também, sujeita a extinção. Quaisquer coisas fora disso precisa ser, repensada, corrigida e reconstruída pela Gênese fisicabioquimica.

Crenças voltadas apenas para os humanos são reducionistas, pretensiosas e absurdas. O mau uso do livre arbítrio dá a todos a liberdade de julgar, pensar o que quiser, falar, agir e elucubrar de acordo com a sua capacidade de percepção holística evolutiva e expansionista ou reducionista, neste caso não sendo capaz de compreender, que nós os humanos, somos seres mistos e complexos, constituídos entre outras coisas de células e moléculas, ou seja, nossa matriz é procariótica e eucariótica.

A presença permanente Espiritual no Planeta Terra é Primária, Evolutiva e Expansionista, e está inserida por todo Metaverso repleto de multiversos.

Sem esta condição de permanência Espiritual, a perpetuação pelo nascimento da vida da morte, bem como, da extinção almática da vida como um todo, não poderia existir neste Planeta e em lugar nenhum do Metaverso.

Obsessões, incorporações, encarnações, reencarnações e ressurreições depois da morte, são ilações, elucubrações por não compreenderem os defeitos nas células e moléculas e a interação dos Campos Espirituais com os Corpos Materiais Almáticos, que tem por objetivos, substituir as células e moléculas almáticas defeituosas, por moléculas e células sadias e garantir a perpetuação da Cadeia Alimentar.

Um forte abraço e beijos no coração.

Dilmar Dutra e Marlene Daltro, parceiros nos estudos livres e sócios no site www.dilmardutra.com.br