O QUE É SER UM BIOMÉDIUM?


Imprimir 


 

Postado em 01.03.2012.
Por: Dilmar Dutra Biomédium – Autodidata em Ciências Integrais e Espiritualidade Integral, Ecumênica e Holística, Escritor Científico e Espiritual.

O que é ser um Biomédium?

Esta tem sido a pergunta mais freqüente, que tenho escutado em minha vida. Sempre respondendo de forma individualizada, mas que agora vou respondê-la de forma pública, para todos os interessados, no Facebook e no meu site www.dilmardutra.com.br.

O Biomédium é um “FACILITADOR HOLÍSTICO”, que propicia que cada um individualmente no uso do seu livrearbítrio pessoal, diante do exercício de expansão de consciência, possa livremente compreender e aceitar a informação nova, como um novo paradigma, um novo caminho a ser percorrido, onde o Campo Unificado possa estar em perfeita sintonia nas questões de Fé, sejam elas Religiosas, Espirituais, Gnósticas, Exotéricas, Místicas ou de Materialistas Ateus, respeitando todas as diferenças, sejam elas raciais, espirituais, sociais e estejam abertas aos diálogos, aonde se aceita escutar e ouvir o outro igualitariamente, sem interferência de dogmas e mitomanias humanas, de fanatismos engessados em cima da letra humana que mata dos chamados Tesouros Textuais, buscando no Campo Unificado de Ciências Integrais e Espiritualidades Integrais, sair das Ciências isoladas, bem como, das Filosofias Espirituais isoladas, face às mesmas, representarem uma parte reducionista da verdade. Já o Ecumenismo o Universalismo em perfeita sintonia busca o Holístico, ou os Campos Morfogenéticos; Campo Akáshico, Campo Unificado, ou ainda, o Campo Taquiônico do “Eu Mente Psique Espírito”, não local, que só cria dentro de si e Interage com os Corpos Intaquiônicos, ou Quânticos locais, do único reino existencial, que é o reino “celular-molecular”, ou seja, todos os sistemas vivos são “celulares e moleculares”, totalmente dependentes desses Campos Unificados Morfogenéticos, que sob interação nascem, vivem, morrem e vão para a extinção na desativação do seu código genético.

Porque Somos totalmente dependentes desses Campos Morfogenéticos existentes nos Multiversos Quânticos contidos no Campo Taquiônico ou Akáshico?

Resposta: Porque não podemos viver sem a interação do que ele nos proporciona para vivermos. Não podemos viver sem água que está no “meio ambiente” do Campo. Não podemos viver sem a luz que está no “meio ambiente” do Campo. Não podemos viver sem os gases atmosféricos com a supremacia do oxigênio que esta no “meio ambiente” do Campo. Toda informação que por cognição recebemos vem do “meio ambiente” não local. Não podemos viver sem o que o Planeta cria e produz. Viram! Toda nossa constituição corporal, toda nossa organização genética, vem do “meio ambiente” do Campo Planetário, ou Morfogenético.

Para reflexão: Esta interação acontece para nos proporcionar viver, somos todos constituídos de células e moléculas e temos uma matriz celular-molecular, ou seja, somos seres mistos, constituídos de micróbios diversos, numa simbiose perfeita, projetada e executada por esses Campos Mentais Espirituais. E é por isso, que não existe incorporação, encarnação, reencarnação espiritual, porque o Espírito que é um Campo de Informação e Inteligência não cabe num corpo, se tentar entrar, o corpo irá explodir ou implodir. Não são os Campos que estão dentro dos Corpos, é justamente o contrario, são os Corpos que estão contidos nos Campos. A manifestação Espiritual interage, entrando e saindo, via respiração, via água, via alimentação etc. com o “corpo almático”, não confundir Almas-Unitárias ou Almas-Grupo, com Espírito, Alma é tudo que respira e se alimenta, nasce, vive morre e vai para a extinção na desativação do seu código genético. O Espírito, não nasce não vive, não morre e não vai para a extinção, o Espírito existia, existe e existirá na eternidade infinita, interage o tempo todo com todos os sistemas vivos. Vocês podem verificar estas colocações minudenciadas em nossos sites www.dilmardutra.com.br ou www.joseeduardomattos.com.br - Esta explicação tem por objetivo, mostrar que todas essas instituições de fé, necessitam de transformações e adaptações, nunca objetivamos suas destruições como alguns apregoam, o que sugerimos e a busca das atualizações, para não se extinguirem. Vejam! Tudo que não se adaptou no Planeta foi para a extinção e nós estamos justamente alertando para essa oportunidade de preservação dos conceitos de escolhas arbitrais.

Nossa colocação tem esse objetivo, quaisquer coisas fora disso, é pura elucubração dos conservadores engessados em cima da letra humana que mata dos chamados Tesouros Textuais, carentes de adaptações atualizadas, trazendo informações imateriais que se manifestam por ondas mentais não locais, que movimentam as energias como sua matéria prima, ao adentramos neste século XXI, que trás uma manifestação da necessidade da derrubada de dogmas e interpretações em cima da letra humana que mata que dá sentença engessada e petrificada, sem permitir a “expansão de consciências”, que é uma necessidade na Nova “ERA DE LUZ” para que se manifeste o AMOR Cristico e Cósmico libertando-nos de toda ignorância.

Se observarmos que os corpos locais já em processo adiantado de transformação e adaptação sob vigilância, nos leva a verificar uma tendência de começar a levar para a extinção, tudo que esta em desuso em nosso organismo, numa reflexão e revelação futurista, pode-se afirmar que a “Cadeia Almática de Prezas e Predadores” estará fadada a extinção. A Informação que precede a energia e a matéria é imaterial e vem dando sinais indiretos e por revelações diretas de que a LUZ será o próximo alimento dos sistemas vivos em evolução. A transformação e adaptação de Nascimento, Vida, Morte e Extinção, como condições Almáticas, num futuro ainda longínquo, sob manifestação espiritual, será nesse futuro coisas do passado. Porque Almas-Unitárias e Almas-Grupo são condições transitórias para perpetuar o alimento da Cadeia Almática de prezas e de predadores para a morte sustentar a vida. O Processo evolutivo já mostra que os Seres de Luz de alguma forma buscam num primeiro passo, ser vegetariano e num segundo passo, nutrir-se apenas de LUZ, como a Quinta Energia.
Já o tipo de digestão conhecida e vivenciada por todos hoje, ainda perdurará por muitos e muitos anos e a nova condição de LUZ como alimento se manifestará num futuro ainda distante, todavia, o processo químico de transformar alimento em energia continuará até a nova condição adaptativa para nos sustentar.

No futuro vislumbrado, não haverá necessidade da energia como matéria radiante se transformar em matéria como energia condensante, para se extrair os nutrientes via digestão à quinta energia como a LUZ, já transporta a informação imaterial com suas inúmeras velocidades diante da transposição das matérias. Em Face da extinção prevista das matérias, ou da energia sob condensação em forma de matéria, a complexidade quântica dará lugar a simplicidade taquiônica, que não necessitará mais da matéria e com isso, a velocidade da LUZ se manifestará de forma Taquiônica e será a única forma manifestada de existir.

Um forte abraço e beijos no coração. Dilmar Dutra e Marlene Daltro.