PERCEPÇÃO ANÍMICA

 

Postado em 01 de setembro de 2009.
Autor: Dilmar Dutra – Médium Científico.
Fonte: Diversos Espíritos.

     “A PERCEPÇÃO ANÍMICA COGNITIVA” é um atributo do “EU MENTE ESPIRITUAL” e, está diretamente ligada e interagindo o tempo todo, com todos os sistemas vitais, ativando as “Consciências” de acordo com as espécies da numerosa diversidade Planetária.

     Toda percepção anímica, está acreada (fundida), nos sensores celulares, que por bilocação telepática, captam, pelos principais veículos de informação existentes no campo telúrico da Terra, ou de outros Planetas, que tem um vórtice (buraco de minhoca ou ainda, campo de fuga invisível) que interage permanentemente pelo tempo de vida, com o “Campo Eletromagnético” do “Eu Mente Espiritual”, que não têm uma localização exata no meio ambiente planetário, como por todo o Cosmo, para ativar, em permanente captação da luz, da água, de compostos bioquímicos microbianos, como vírus, bactérias, etc. Assim como, todos os sólidos platônicos, ou ainda, sólidos geométricos {abro um espaço, para citar no meu SITE sob o TITULO: “Campo Telúrico”, “Campo Químico Colisor”, “Campos Eletromagnéticos”. Ao final da matéria citada, tem um link chamado EFEITO ISAIAS, matéria esta, que pode ajudar na compreensão dos citados, sólidos geométricos}. Manifestados, como “Percepção Anímica”, que busca a luz, pela velocidade quântica ou em contato imediato numa velocidade taquiônica, que tem como medida, a proporção de 27 vezes, a velocidade da luz, para perceber a essência das coisas. Comentário do Médium. É no silencio absoluto, que ocorre a melhor Percepção Anímica, por que todos os sentidos podem ser percebidos, para mim, o silêncio é de fundamental importância para receptação das Mensagens Mediúnicas.

      O grande obstáculo da espécie humana está em não poder captar o amor, como fonte taquiônica de percepção anímica, é devido a uma série de fatores construídos por eles mesmo, como o “ruído elétrico eletrônico” que tem como causa insuficiência na sua percepção anímica, potencializando essa insuficiência, nos sentidos físicos, doutrinados, catequizados e educados por sistemas incongruentes (com ausência da verdade científica).

     Vejamos por que!

     São muitos os tabus que precisam ser quebrados, derrubando limites conservadores, ou sentenças, em cima da letra que mata de obras humanas consagradas, como se verdadeiras fossem, em detrimento aos sentidos naturais e novos, mais que a decisão arbitral consagrada não lhes permite admiti-los, estabelecendo um sentimento de culpa prisional que bloqueia o “conteúdo mental” de sensações sutis, como gozo e beleza, emoções, sentimentos como o Amor e o Medo, pisando no freio da decisão arbitral de libertar-se pela verdade, por proibições legislativas de bulas ultrapassadas e dogmáticas e de todo conteúdo de consorcio mental cognitivo pela percepção telepática, que fica coberta por uma cortina espelho, que constrói proenzimas e as ativa como enzimas digestivas, e essas enzimas é que causam um conforto emocional, clonado de sentidos bloqueados e viciados, deixam de captar, face ao espelho neural, estar refletindo direto na glândula pineal, pelo excesso de proteínas ali acumulada, neste dispositivo do pudim de neurônios, que precisa do perfeito equilíbrio, ou seja, sem carência e sem excesso, para aceitar, captar, perceber, compreender e memorizar, ou ainda, ativar ou desativar a memória filogenética do compêndio vital, isto porque, segundo os Espíritos comunicantes, todos os órgãos, das espécies animálias que possuem revestimento de membrana celular, interna e externa, ou genes, (RNA ou DNA ou ambas) + proteínas microtubulares, membranas nucleares, interagem com as memórias filogenéticas, cada qual, separadamente, mais, em perfeita interconectividade, passando pelo filtro chamado glândula pineal, para aglutinar que foi captado, pelas diversas consciências, de cada tipo de receptor, transmissor, que obedecem ao comando do Eu Mente Consciência Espiritual, que sejam capazes de manifestar a Percepção Anímica. Abro um novo espaço, para revelar a importância do baço no sistema de defesa das células que formam os seres vivos das espécies animálias, que tem em sua principal manifestação a reparação, após quaisquer danos, nos organismos constituídos por células. No baço, existe outro dispensário do sistema bioquímico genético, que interage com a glândula Pineal, para reposição de monócitos, aliais a proporção de monócitos no dispensário de subsistência do baço é de 10 a 15 vezes maior que o encontrado na corrente sanguínea. Veja! As células do sangue nascem na medula óssea, migrando para o baço, atraídos por sinais do “EU MENTE COINSCIÊNCIA” captados por percepção anímica, vão aguardando a inteiração com a glândula pineal, que não percebe o desequilíbrio, quando em excesso ou em carência, se tornando inútil, as memórias filogenéticas das células entram em ação, para recuperar a percepção anímica devida o desequilíbrio, dos genes produzidos a partir da fartura de proteínas canalizados e memorizados pela “glândula pineal” manifesta-se o vício nutricional nos genes, de toda Unidade Atômica Biológica, forjando ou deturpando um novo DNA para enganar a própria fagicitose, face ao processo almático vital, ser de presas e predadores, porque a cadeia é retroalimentar e desenvolve-se o canibalismo competitivo é a chamada exploração vampira brutal e selvagem, diante do excesso de proteínas captados e catalisadas para ampliar a produção e armazená-las como protoenzimas em consorcio com os monócitos também, armazenados no baço, essa inteiração imunológica passa a idéia nas memórias filogenéticas que interagem com a glândula pineal, que perdem a capacidade de buscar no meio ambiente pela “Percepção Anímica Nutricional” as proteínas e desenvolvem uma adaptação alternativa, de sugar ou vampirar as energias resultantes do processo químico, cooperativista dessa sociedade nanônica, inutilizando a chamada glândula pineal, ou seja, o processo e de catalisar e memorizar de maneira inversa a de doação de ECTOPLASMA, esse processo inverso, é provocado, pelo bloqueio na glândula pineal, entupida pelo excesso de “proenzimas”, que deixa de captar, em equilíbrio regularmente, para captar em excesso, porque inutiliza os sensores da chamada percepção anímica, mas como não é sô cérebro, que através da glândula pineal, que interage com a memória filogenética, mas todas as células do corpo das unidades vitais, elas mais uma vez, em cooperatividade de comunicações genéticas por desologamação telepática, começam a vampirar. Sugar, as energias das espécies semelhantes. Vamos dar mais um exemplo, ao alcance de todos, assistam o filme “Profecia Celestina” e tenha uma visão do que seja sugar, vampirizar energias.

     São por algumas dessas razões, que nem todos conseguem captar o potencial anímico telepático de percepção, ou se darem conta, de que estão sendo sugados.

     O médium afirma. Que este ato de sugar energias, pode ser evitado muito facilmente por uma dieta, ou passar longe de vários tipos de alimentos. A dieta correta como frutas, vegetais, grãos, peixe, azeite extra virgem, controlando as proteínas das carnes vermelhas, substituindo-as por laticínios e ovos, que produzem um efeito igual, mas não exalam os odores que despertam as percepções do mundo bacteriano, que é o nosso próprio organismo, que responde entrando em equilíbrio, melhorando as funções físicas, e o que é melhor, perdendo peso e aliviando diversas enfermidades, como a artrose, a artrite e outras inflamações, como inchaços nas articulações e o desaparecimento das enxaquecas crônicas, alérgicas como dermatite atópica, neurodermite, rinite alérgica, ou todo tipo de reações anafiláticas e, até mesmo gastrites e outras enfermidades, seguidas de dores sem identificação da causa, que, deixam-nos, com fadigas, manifestadas e percebidas, como se estivessem sendo sugados, ou com uma sensação de penúria por si mesmo.

     Isto tudo, mostra-nos, como estamos ligadíssimos ao meio ambiente e interagindo com as únicas coisas permanentes no processo almático vital, que são as transformações adaptações e extinções, provocadas pelas bactérias. Os materialistas em minha opinião! Estão viajando na maionese, ao imaginarem que a matéria é a origem de tudo, por que não são capazes de perceber o Mundo Espiritual invisível, que nunca esteve ausente no Metaverso Energético Eletromagnético, onde as bactérias nos ciclos vitais, nunca dormem, por estar ativa, o tempo todo. Penso! Aliás, tenho convicção, que somos, (refiro-me a todos os sistemas vivos, onde somos apenas mais uma diversidade, de muitas espécies ativadas pelo Universo Microbiano). Um pudim quântico, delicioso para as bactérias, que nos criaram, por que são elas bactérias, os engenheiros genéticos Divinos, que seguem pela cognição, o “Eu mente espiritual Divino” seu projeto de Vida criado pelo maior de todos os Cientistas (DEUS) Divino Espírito Único Sagrado.

     Vimos tudo que pode ser causado pelo excesso vivente do reino celular no Universo Cósmico Dual e Bipolarizado, agora iremos ver pela cognição, diante de nossas explicações, o que podemos perceber, pela observação do dual oposto que é a carência.

      A carência, no contraditório de opostos, dos Campos Morfogenéticos, também, manifesta-se em enfermidades, a falta de proteínas, levam-nos aos distúrbios bipolares, as depressões e causam as anorexias, que fazem perder entre outras coisas, a própria cognição, que inutiliza, até a capacidade de denunciar imagens captadas do meio ambiente, ou seja, deixa de catalisar e memorizar na glândula pineal por irrigação, desativando o gene egoísta, bloqueia, a glândula pineal, que filtra como um antivírus, o cérebro que é um computador do genoma, construído pelas bactérias como Engenheiros Divinos a serviço do “Eu Mente Consciências Espirituais”. O efeito colateral dessa carência, ataca em maior número, os princípios femininos, cuja preocupação passa a ser refletido no espelho neural carente, a ponto de nada comerem. Ou comerem e provocarem o vômito. Isto leva ao suicídio, por uma arbitrariedade de prática de bulemia, que significa a inicial, A+anore (apetite).

     Jesus, Imhotep, Hipócrates, José Nilo, Bezerra de Menezes (espíritos desencarnados), afirmam categoricamente que o Medo é um sentimento dual bipolarizado.

     Na carência, nos leva aos distúrbios bipolares, nos levam depressões e até mesmo o suicídio.

      No excesso, nos leva para o fanatismo social e religioso, provocando demências, levando-nos aos suicídios.

     Religiosos, sofrem freqüentemente, desses efeitos colaterais, porque as religiões foram implantadas pelo Medo.

      A CRISTÃ, pelos Tribunais da Inquisição, que punia crimes contra a fé católica, e as outras, por motivos pertinentes aos interesses próprios dos imperadores ou sacerdotes eclesiásticos.

     É hora de parar de subestimar, nossos ancestrais primevos, que são as bactérias Divinas, que tem a incumbência de transformar, adaptar e levar para a extinção toda matéria em excesso ou em carência.

Um beijo no coração e muita paz.

Dilmar Dutra.