“SOMOS TODOS BRASILEIROS”

Imprimir

Postado em 02.10.2011.

Por Dilmar Dutra – Biomédium autodidata em Ciências Integrais em Perfeita Sintonia com a Espiritualidade Integral Ecumênica Consoladora e Universalista. Escritor Mediúnico Espiritual e Científico.

Estou estarrecido com o que está acontecendo com os Políticos Brasileiros, em relação aos Brasileiros que vivem nos Estados e Municípios Produtores de Petróleo e Gás. Constroem a revelia das LEIS que asseguram Direitos adquiridos, deturpando oficiosamente medidas oficiais, e a bel prazer ferindo os princípios Constitucionais com uma inconstitucionalidade de fragrante desrespeito aos contratos firmados a título de INDENIZAÇÃO dos danos, que ocorrem e já são muitos aos Estados Produtores: “Novos Marcos Regulatórios”, por novas Leis visando apropriar-se indebitamente da distribuição de Royalties desses contratos em curso. (As Leis produzem seus efeitos nas datas de suas publicações). Tudo bem, o que é inconstitucional é retroagir para prejudicar ou ferir direitos adquiridos em Leis medidas regulatórias a título de indenizações. Isto é SÉRIO, IMORAL É UMA MEDIDA DE ABUSO DE PODER FRAGRANTE E INTOLERANTE, que prejudica, por exemplo, o POVO DO RIO DE JANEIRO em aproximadamente 16 milhões de Fluminense. Vejo estas questões como um tremendo perigo de subverter a Ordem, abrindo precedentes para oficializar apropriações indébitas. Se continuarem com esta tentativa absurda. (E vou explicar o porquê da terminologia absurda). REFLEXÃO: Suponhamos que um de nós, receba uma INDENIZAÇÃO de um bem qualquer por dano físico, ou risco de acidentes naturais, alem de outros bens em semoventes, extrações etc em nossa propriedade, ou seja, propriedade privada ou publica sob regimes garantidos pela legislação em vigor, certamente a PAZ poderá estar comprometida, e ameaçada, muitos serão os riscos políticos e eleitorais. Eu pergunto: Qualquer um de nós, proprietário de um bem, ou com posse legal dele, terá que dividir a indenização com seus visinho? Quando o bem imóvel e territorial é seu, por Direito adquirido por escritura, contrato, marco regulatório, ou outras terminologias criadas pela sociedade, pergunto ainda: Onde está escrito e diz categoricamente, que devemos dividi-la com terceiros, ou, nossos visinhos, que imaginam se julgam estarem acima da LEI? Vou novamente Perguntar: Que regime é esse? Sera Anárquico? Sera Regime de imposição e abuso de Poder? Irmãos se isto pega e vira moda, será o maior atentado contra a ORDEM em favor do CAUS em Relações Humanas. A poderosa Inquisição, já era, isso é passado e deve ser sepultado. Hoje a palavra de ordem é construir uma sociedade mais justa, onde todos os direitos devam ser respeitados, sejam quais forem. Vamos apelar aos bons ofícios da “Presidente Dilma”, que tem sido uma grata surpresa, defendendo os direitos do BRASIL, que como Pátria que é constituído de Brasileiros. E como Brasileiro que sou Senhora Presidente, falo em meu nome e em nome de todos os Brasileiros que a mim recorreram para que eu os ajudasse a ajudar junto a Espiritualidade que represento nesse plano de vida. Penso ainda, que o Plano Físico também, precisa ser acionado. Como? Solicitando que a Senhora Interfira e acabe com essa farra inconstitucional, busquem como o Presidente Lula e dirigentes da Petrobras, fizeram em relação a fatos como os da Nacionalização de bens da Petrobrás no Exterior, que na busca da PAZ aceitou os termos dos estrangeiros. O que está em jogo agora Senhora Presidente, são as questões com Brasileiros. Confio no seu senso de Justiça, A Petrobras é da União e ambos não podem estar acima do Brasil e de Brasileiros. Pode-se acordar com nossos irmãos e vizinhos estrangeiros, e por que não com Brasileiros? Nada é mais justo, coerente, pertinente, politicamente correto e necessário em favor da PAZ, O bom senso nos diz que devemos acordar com nossa gente. SOMOS TODOS BRASILEIROS. Tenho certeza que alguém que ler isto fará chegar ao conhecimento da nossa Presidenta.

Nosso site é uma gota d’água em termos de propagação e formação de opinião, mas nossa gente unida é um oceano enorme que pode se ajudar, ajudando primevamente ao conhecimento de todos os dirigentes. Não existe obra humana pronta que possa ser atribuída a um só Ser Humano. Os humanos não estão prontos. Como suas obras poderão estar. Mas se nos juntarmos em defesa do nosso direito adquirido, com certeza chegaremos a um denominador comum, se não o do consenso com justiça.

Um forte e fraternal abraço, com muitos beijos nos corações iluminados. Reafirmo: “Não existe um caminho para a PAZ. A PAZ é que é o caminho.

Dilmar Dutra e Marlene Daltro – Parceiros em estudos sistematizados e sócios no site www.DilmarDutra.com.br – Visite-o, se gostar divulgue.