“UM CHIP SERIA CAPAZ DE PENSAR?”

Imprimir

Postado em 22.12.2011
Por: Dilmar Dutra – Biomédium autodidata em Ciências integrais e Holísticas em Perfeita Sintonia com a Espiritualidade Ecumênica e Universalista, além de escritor científico e espiritual.



       Claro que não. Existe uma relação de pensamento nos sistemas vivos microbianos que se manifestam através da MENTE que pode pensar independente da supremacia de quaisquer gases atmosféricos, ou seja, a MENTE se manifesta em pensamentos primariamente nos sistemas anaeróbicos. Já os Cérebros como matéria Física não pensavam, porque neste sistema ele ainda não existia, mais a partir do sistema aeróbico a MENTE criou o Cérebro para estabelecer uma adaptação aonde a REDE DE NEURÔNIOS precisou ser inserida, nesta caixa de tarefas e lixeira de células defeituosas para serem substituídas por células sadias, sob o comando da MENTE NÃO LOCAL, um dispositivo para pensar com uma consciência mais complexa, medida por grau, ou seja, a partir daí, passou a existir uma relação Mente Não Local - Rede de Neurônios localizada no Cérebro, para existir no sistema aeróbico, (podemos até aceitar que se diga uma relação Mente – Cérebro), diante da supremacia do oxigênio e totalmente dependente dessa realidade de oxigenação. Na verdade imaginar que Cérebro criou a MENTE é uma afirmação de desconhecimento de bioquímica, um terrível equivoco materialista, daí a afirmação inicial “Claro que não.” O Pensamento transcende os sistemas anaeróbicos e aeróbicos. E o Cérebro nem existia no sistema anaeróbico e um chip não teria a capacidade de interagir com a ebulição, com a fermentação e com a respiração. Pensar é uma Abstração Espiritual Multidimensional em Movimento Eterno a interagir com as células bacterianas mortais.

      O que existe de fato, não só com humanos, mais com todos os animais, cuja sua constituição tenha cérebro, bem como, aqueles sem cérebros, com memórias filogenéticas, constituídos de célula procarióticos (organismo unicelular – único -) ou eucarióticos (organismos multicelulares mistos), ou organismos mais complexos onde os dois tipos de células convivem juntos, estas células têm inserido entre outras, duas moléculas básicas, “água memória e útero quântico. E a molécula A.T. P. (Trifosfato de Adenosina e Proteínas), que são mensageiros Divinos, receptores e transmissores, que regulam a entrada e saída de gases atmosféricos, não tendo pulmões indo do processo de ebulição, fermentação e respiração, bem como, uma substituição constante da própria água que é regulada disciplinarmente e é proveniente do campo morfogenético, numa relação de total controle desse campo, também chamado Natureza, sob forma de influencia e interação, com os chamados “corpos” contidos neste “Campo” que eu pessoalmente vejo como o “EU MENTE PSIQUE ESPIRITO”, que leva a informação desse grande pensamento, via percepção e cognição, numa reação de manifestações multidimensionais, por todos os sentidos registrando na água a informação nova e atualizada e descartando as informações velhas ultrapassadas, junto com a substituição da água na célula, e evidentemente, que o “EU MENTE PSIQUE ESPÍRITO”, cria uma lixeira para armazenamento de dados que eu chamo de cérebro ou caixa de tarefas, ficando o pensamento a cargo da rede neural, tanto nos humanos como nos outros sistemas vivos com cérebros, diferentes classificados em consciências por grau para cada espécie da Diversidade inserida dentro deste Campo Taquiônico chamado “EU MENTE PSIQUE ESPÍRITO”. (Esta interação pode ser boa ou ruim), vai depender se a célula estiver sadia ou com defeito, esta lixeira é de vital importância, diante do defeito da célula, estas células bacterianas podem fagocitar, regenerar ou substituir todas as células defeituosas e limpar toda sujeira provocada por elas.

      Um dado interessante é que o uso dessas células bacterianas nas Indústrias Extrativas tem um custo muito baixo e podem agir na temperatura ambiente, num consorcio “mecânica quântica e a bioquímica natural” pelo processo de interação Mente - Microorganismos. À medida que se alimentam produzem ferro reagente e ácido sulfúrico que degradam materiais rochosos e liberam o metal, alem de criarem sulfetos que se unem ao cobre e outros metais removendo-os da solução e isto facilitou a vida da biomineração. Tudo isso, passa pela Cadeia Alimentar Almática de Presas e Predadores, uma condição digestiva para levar a informação via nutrientes e estabelecer a Criação do Código Orgânico via microrganismos, que ao se nutrirem dos Inorgânicos, defecaram os Orgânicos que fossilizados e fertilizados, deram origem a composição perpetuada da transferência de Nutrientes pela morte para sustentar a vida como a conhecemos hoje, sempre pelos Organismos Adaptados – “Os que não conseguem se Adaptar tem seus códigos desativados e vão para a extinção” Muitos graus de consciências já foram desativados e por nutrição interagindo com outras formas de vida. Esse meio ambiente almático, criado pela Grande Mente Psique Espírito, criou e dirige obóson postando massa (matéria física) da não vida para a vida, no uso da antimatéria para a matéria pelo projeto codificado para autoevoluir, expandir, replicar etc. Interagindo totalmente indexado e dependente do Campo Akáshico ou Taquiônico, que por sua vez manifestou-se em Energia Condensada e fez surgir à matéria numa condição Quântica, ou seja, numa condição manifestada anaerobicamente, onde o oxigênio era minoria.

       A defecção microbiana proporcionou a condição aeróbica com uma supremacia do oxigênio passou a fazer parte da Cadeia Nutricional e é de fundamental importância para estabilizar o solo e aumentar a demanda auxiliada pelo carbono e nitrogênio. Nessa condição nova e adaptativa, houve uma grande extinção e esses micróbios melhores estruturados e preparados, evoluíram e se expandiram na interação com a mente não local, e se adaptaram, criando os cérebros via células da glia sistema de polipeptídios e nova adaptação onde os polipeptídios foram adaptados em neuropeptídios e hoje convivem interagindo juntos e novas adaptações foram ocorrendo com o surgimento dos cérebros completamente sob as condições criadas pelo “Eu Mente Psique Espírito”, que estabeleceu um tipo de Consciência totalmente dependente da primeira interação chamada de oxigenação, ou seja, sem oxigênio os chamados cérebros não podem funcionar, ou melhor, sequer existir e muito menos criar a Mente Extrafísica e Eterna. A Mente não nasce não vive, não morre e não vai para a Extinção. Já o cérebro nasce só diante do oxigênio, vive morre e vai para a Extinção. Eu pergunto para reflexão como ALGO MORTAL E SECUNDÁRIO PODE CRIAR ALGO ANTERIOR A ELE MESMO E PRIMÁRIO QUE SEMPRE EXISTIU E NA VERDADE FOI QUE CRIOU O PRÓPRIO CÉREBRO E SUAS CONSCIÊNCIAS MEDIDAS EM GRAU? ISTO É UMA GRANDE INVERSÃO DE VALOR MATERIALISTA INSANA, INCONGRUENTE E ABSURDA.

      Todavia a construção de um chip pode ser criada para funcionar exatamente como funciona o cérebro, se no seu pacote houver uma colônia de microorganismos alimentados com os gases atmosféricos, com a supremacia do oxigênio e reações químicas produzidas pela bioluminescência e com autocriação neuronal ele poderá armazenar dados até o limite de sua capacidade. Os computadores, já funcionam assim. Mas a Mente Psique Espírito terá sempre, de colocar mais memória e ter um sistema elétrico ou eletromagnético que o alimente, ligando e desligando, que é diferente de ativar e desativar, por outro lado, existe a impossibilidade da mecânica quântica sem a parte orgânica, produzir torção biológica e todas as tentativas de dobra sobre si mesmo, com certeza irão se partir.

      Por isso a matéria não pensa, não pode pensar. Não basta armazenar informações e preciso muito mais que isso, é preciso perpetuar a informação via morte que significa alimento pronto para ser digerido. Na verdade esta interação é codificada a partir da partícula do bóson, com o pensamento via luz, gases atmosféricos, água, e meio ambiente (campo de influencia não local e corpos locais e contidos no grande pensamento). (O resto é ficção sem quaisquer possibilidades e probabilidades de realização) por estarem fora, ou melhor, fora da codificação “Mental, Psíquica e Espiritual”. A criação só é manifestada dentro do campo do pensamento, que projetou criou e materializou sob forma de corpo contido neste campo.

      Obs.: Somos mais meio ambientes do que genômico, ou seja, a vida é mais meio ambiente do que genômica. – A Mente é a Causa e os cérebros são os Efeitos. Existe Causa sem Efeito, mas não existe Efeito sem Causa. Existe Ação sem Reação, mas não existe Reação sem Ação.

Um forte abraço e beijos nos corações

Dilmar Dutra e Marlene Daltro – Parceiros nos Estudos Livres e Sócios no site www.dilmardutra.com.br