,

“UTILIDADE PÚBLICA”


Imprimir



Estou pensando que um biólogo, publicou na midia e me deixou com a preocupação que vem tomando conta do nosso tempo em relação as consequências que o desastre ecológico do rio doce a partir de Mariana MG em suas extensões até ao oceano no Estado do Espírito Santo ES Brasil.

Na qualidade de observador, venho constatando que a Febre Amarela Silvestre, até então erradicada, resurge com muita força em MG e no ES. Justo nas periferias desse desastre ecológico. Vejam: A cadeia de presas e predadores neste caso é a responsável direta pelo resurgimento da Febre Amarela no Brasil. Vamos explicar o porquê.

A população de insetos ( mosquitos ) se procria neste espaço compromete a estabilidade vital e com. Certeza vai se manifestar em uma pandemia, quando peixes batacrios, repetis e aves se nutrem desses mosquitos, como sapos, râns, aves e outras presas (caças) que se alimentam dessas presas que acabam como alimento de humanos, além evidentemente das picadas desses insetos e mosquitos é estas são as verdadeiras preocupações que devemos ter e alertar os governantes desse perigo que ameaçam não só aos brasileiros, mais a América do Sul e quem sabe o resto do Mundo. As Autoridades não são capazes de ações proativas, pois estão preocupadas com outros assuntos.

Que Deus nos proteja. Dilmar Dutra.